CNN Esportes

Com Messi, Inter Miami supera 19 dos 20 times do Brasileirão em seguidores no Instagram

Com 12 milhões de seguidores, clube norte-americano só fica atrás do Flamengo

Lionel Messi celebra gol contra Cruz Azul durante o segundo tempo
Lionel Messi celebra gol contra Cruz Azul durante o segundo tempo 21/7/2023 Major League Soccer via USA TODAY Sports/Arquivo

da Itatiaia

Lionel Messi já dá resultados ao Inter Miami. Desde sua contratação, o impacto do argentino no clube é gigantesco. Antes mesmo de entrar em campo, o camisa 10 já tinha mostrado o impacto que poderia gerar nas redes sociais da modesta equipe americana. Sua presença fez multiplicar em cerca de dez vezes o número de seguidores, com destaque para o Instagram, que saltou de 1 milhão para 12 milhões de seguidores.

Apesar de ter jogado apenas cerca de 40 minutos na última sexta-feira (25), em sua estreia, Messi conseguiu, mais uma vez, provar sua relevância dentro e fora de campo – ele fez um belo gol de falta. O estádio teve ingressos esgotados quase dois dias antes da partida. Além disso, o golaço de falta marcado pelo camisa 10 no último minuto de jogo foi publicado nas redes sociais do clube e correu o mundo.

Considerando apenas o Twitter, rede em que o time tem o menor número de seguidores, a postagem alcançou mais de 16 milhões de pessoas. No Instagram, maior rede do Inter Miami, o mesmo post passou de 1 milhão de comentários. Para a segunda partida pelo time, marcada para esta terça-feira, contra o Atlanta United, são esperados números semelhantes na redes.

O crescimento do Inter Miami nas redes desde sua chegada coloca o clube entre os maiores do país, independentemente da modalidade. Franquias do futebol americano, que é o esporte número um dos Estados Unidos, chegam a não ter metade dos seguidores da equipe do argentino. E tudo isso em questão de meses.

Considerado uma das maiores franquias dos Estados Unidos, pela sua série de conquistas nos anos 1980 e 90, o Dallas Cowboys possui cerca de cinco milhões de seguidores no Instagram. O mesmo acontece com o New England Patriots, maior campeão da NFL (liga de futebol americano), que não passa de 4,9 milhões na rede.

Se o Inter Miami estivesse na NBA (liga de basquete dos Estados Unidos), o “fator Messi” teria colocado a equipe dentro do Top 5 entre as mais seguidas nas redes. Os números atuais de seguidores deixam a franquia atrás apenas do Los Angeles Lakers, Golden State Warriors e Cleveland Cavaliers.

Em uma comparação com o futebol brasileiro, o time de Miami seria o segundo mais seguido do país no Instagram. Atualmente, a equipe de Messi só ficaria atrás do Flamengo, que tem quase 18 milhões de seguidores. Corinthians, com cerca de 10 milhões, Palmeiras e São Paulo, com menos de 6 milhões, são menos seguidos do que o Inter Miami.

No “mundo real”, o impacto também foi gritante. Após temporadas na parte de baixo da tabela da MLS (Liga de Futebol dos EUA), o Inter Miami passou a ter uma procura maior pelos ingressos de suas partidas como mandante. De acordo com o proprietário do clube, Jorge Mas, a procura pelos ingressos da equipe nesta temporada aumentou em dez vezes e fez com que as operações para o aumento da capacidade do estádio fossem aceleradas.

Atualmente, DRV PNK Stadium tem capacidade para 20 mil pessoas. Para o jogo desta terça-feira, segundo de Messi com a camisa do clube, ainda existem entradas na maioria dos setores. O valor dos ingressos varia de acordo com o setor escolhido, mas saem a partir de U$S 169 (R$ 800).

Famosos no estádio

Apesar de ter começado no banco de reservas na estreia, a presença de Messi nos EUA fez com que algumas estrelas do esporte fossem até uma partida de futebol. LeBron James, que é um dos maiores jogadores de todos os tempos do basquete, foi assistir ao jogo e conseguiu um abraço do argentino antes do duelo entre Inter Miami e Cruz Azul.

Além de LeBron, Serena Williams, uma das referências do tênis feminino mundial, e David Beckham, ex-jogador e um dos responsáveis por Messi estar no Inter Miami, também estiveram no estádio para ver a estreia do argentino. O inglês também é investidor do time.

Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas