Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Condenado por estupro na Itália, Robinho deve ser julgado pelo STJ em 2024

    Ex-jogador foi condenado em 2022 no país europeu, e Justiça busca homologação da sentença no Brasil

    Robinho foi condenado a nove anos de prisão
    Robinho foi condenado a nove anos de prisão Tony Gentile/Reuters

    Leonardo Parrelada Itatiaia

    Robinho, condenado a nove anos de prisão por estupro coletivo pela Justiça da Itália, deve ser julgado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) do Brasil em 2024. A corte definirá se o ex-atleta vai cumprir a pena no país natal.

    A última sessão de julgamento da Corte Especial do STJ está marcada para 19 de dezembro. Não há tempo hábil para realizar todos os trâmites jurídicos para definir a homologação da pena imposta pelo país europeu.

    A Itália havia pedido a extradição de Robinho para cumprir a pena. No entanto, a Constituição veda a extradição de brasileiros natos. Assim, foi solicitada a homologação da pena na Justiça do Brasil para o cumprimento da pena no país sul-americano.

    A Procuradoria-Geral da República (PGR) e o Ministério Público já defenderam que a pena seja homologada e Robinho a cumpra no Brasil. Segundo a PGR, todos os pressupostos legais e regimentais adotados pelo Brasil para o prosseguimento da transferência de execução penal foram cumpridos.

    O caso Robinho

    Robinho recebeu, em dezembro de 2020, a pena de nove anos de prisão no caso que investigava a violência sexual contra uma jovem de origem albanesa, em 2013. O caso teria ocorrido em uma boate na Itália.

    Em janeiro do ano passado, o atleta teve a condenação confirmada pela mais alta instância da Justiça italiana. Quase um mês depois, em 16 de fevereiro, foi emitido um mandado de prisão internacional.

    A acusação utilizou áudio gravado a partir de uma escuta instalada em um carro, que flagrou uma conversa entre Robinho e seus amigos, o que possibilitou confirmar a versão da vítima sobre o estupro coletivo.


    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original