Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Em Paris 2024, medalhistas brasileiros terão premiação milionária; veja valores

    Comitê Olímpico Brasileiro anunciou Rebeca Andrade, campeã de ginástica artística, como Embaixadora de Sustentabilidade

    Paulo Wanderley, presidente do COB
    Paulo Wanderley, presidente do COB Fábio Risnic/COB

    Jairo Nascimentoda CNN

    São Paulo

    Os atletas brasileiros que ganharem medalhas nos Jogos Olímpicos de Paris 2024 poderão embolsar uma premiação milionária. O anúncio foi feito pelo Comitê Olímpico do Brasil, nesta quarta-feira (26), em São Paulo, em evento para comemorar o marco de um ano para o início dos jogos.

    Os prêmios variam entre R$1,05 milhão a R$140 mil. Serão contemplados todos os medalhistas de ouro, prata e bronze em competições individuais, de grupo ou coletivas. Em modalidades com dois ou mais atletas, o dinheiro será dividido entre reservas ou titulares de forma igualitária. Os esportistas que ganharem mais de uma medalha irão acumular as premiações.

    Segundo o COB, no último ciclo, foram pagos R$5,2 milhões pelas medalhas conquistadas. No próximo ano, portanto, há previsão de um aumento de 40% em pagamentos.

    Em Tóquio 2020, o Brasil levou 21 medalhas e ficou na 12º posição no ranking geral, a melhor colocação do esporte nacional desde 1920. Wanderley espera que o Time Brasil consiga, em 2024, uma posição acima da conquistada no Japão.

    O presidente da instituição, Paulo Wanderley, destacou que “a preparação para os Jogos Olímpicos de Paris está na fase final. É um planejamento feito com antecedência de muitos anos, assim como são todas as ações do Comitê Olímpico do Brasil. A apresentação de como tudo está sendo feito foi muito importante para as pessoas terem a dimensão do que é essa preparação do COB para os nossos atletas e para o esporte brasileiro com foco em Paris”.

    Durante o evento, a medalhista olímpica e campeã mundial, Rebeca Andrade, foi anunciada como Embaixadora de Sustentabilidade do COB. “Com os feitos que tive nesses últimos anos, minha voz pôde ser ouvida. Fico muito feliz de poder escolher as minhas causas. Então, ser escolhida como Embaixadora de Sustentabilidade do COB é algo muito importante para mim. É uma honra poder incentivar as pessoas. Sozinha não vou mudar o mundo, mas posso fazer alguma diferença. Então, se todos se juntarem a gente poderá mudar o mundo de verdade”, disse.

    Rebeca Andrade, atleta da Ginástica Artística. / Fábio Risnic/COB

    A atleta vai disputar, neste ano, o campeonato Brasileiro de Ginástica Artística e busca a classificação para participar dos jogos em Paris. Na última edição, a brasileira se tornou a primeira atleta brasileira a conquistar duas medalhas em uma única edição olímpica, um ouro e uma prata.

    Confira a premiação do COB para medalhistas brasileiros, em Paris:

    • Indivudual

    Ouro – R$ 350 mil

    Prata – R$ 210 mil

    Bronze – R$ 140 mil

    • Grupo

    Ouro – R$ 700 mil

    Prata – R$ 420 mil

    Bronze – R$ 280 mil

    • Coletiva

    Ouro – R$ 1,05 milhão

    Prata – R$ 630 mil

    Bronze – R$ 420 mil

     

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas