Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Entenda por que o Cruzeiro escolheu Paulo Autuori como novo técnico

    Treinador assume de forma interina, mas não seguirá no cargo em 2024

    Paulo Autuori é apresentado como técnico do Cruzeiro em Itu
    Paulo Autuori é apresentado como técnico do Cruzeiro em Itu Gustavo Aleixo/Cruzeiro

    Matheus Muratori, Bruno Furtadoda Itatiaia

    Diretor de futebol do Cruzeiro, Pedro Martins comentou nesta terça-feira (14) a escolha de Paulo Autuori como treinador até o fim da temporada 2023. Autuori substituirá Zé Ricardo, técnico demitido no último domingo (12).

    Paulo Autuori está no Cruzeiro desde agosto deste ano, como diretor técnico. Segundo o próprio clube, ele foi convencido para assumir como treinador interino da equipe depois de análise no mercado com nomes disponíveis e também diante do contexto na temporada.

    Avaliamos diversos nomes, a gente fez uma reflexão de quem estaria disponível, de quem viria para o Cruzeiro neste momento. Mas a todo momento a gente voltava para dentro da Toca, para a gente estava claro que a solução sempre esteve e sempre estará dentro da Toca da Raposa. Isso a gente deixou claro para o nosso elenco

    Pedro Martins, diretor de futebol do Cruzeiro, em pronunciamento

    Solução caseira

    “Não adianta criar expectativa de que vai vir alguém de fora para salvar a pátria, para resolver todos os problemas do Cruzeiro. Não é assim que a gente acredita que o futebol é feito no Cruzeiro”.

    “E a gente dividiu essa reflexão com o Paulo Autuori. O dilema e a reflexão estavam diretamente atrelados ao que a gente queria como comportamento para esta equipe”, completou.

    Curta passagem de Zé Ricardo

    Autuori, de 67 anos, foi acionado depois de passagem curta de Zé Ricardo pelo Cruzeiro. Ele comandou a equipe em dez jogos, entre setembro e o domingo passado, com três vitórias, dois empates e cinco derrotas.

    O Cruzeiro está na 17ª posição do Campeonato Brasileiro, com 37 pontos em 32 jogos, abrindo a zona de rebaixamento para a Série B de 2024. A equipe entrará em campo no sábado (18), às 18h30.

    Na ocasião, a Raposa enfrentará o Fortaleza no Castelão, na capital do Ceará, em jogo atrasado da 30ª rodada do Brasileirão. O Leão do Pici é o 12º do campeonato, com 43 pontos em 32 jogos.

    O último trabalho de Autuori como técnico

    Antes de ser contratado pelo Cruzeiro, Autuori comandou o Atlético Nacional durante grande parte da temporada. Em 6 de julho, menos de um mês antes de chegar a Belo Horizonte, em 4 de agosto, o profissional pediu o desligamento na Colômbia por “motivos pessoais”.

    Autuori decidiu deixar a Colômbia logo após o sorteio das oitavas de final da Copa Libertadores, quando o time se classificou para enfrentar o Racing, da Argentina. Na fase de grupos, o Atlético Nacional terminou como segundo do hrupo H, com 10 pontos, e ficou atrás do Olimpia, com 14.

    Neste ano, Autuori foi vice-campeão do Torneio Apertura com os Verdolagas. Na ocasião, a equipe alviverde foi derrotada pelos Millonarios na final, nos pênaltis.

    Ao todo, ele comandou o Atlético Nacional em 34 jogos, com 15 vitórias, 14 empates e cinco derrotas. O aproveitamento foi de 57,84%.

    Passagens de Autuori como técnico do Cruzeiro

    Em 1997, Autuori chegou ao Cruzeiro para substituir Oscar Bernardi, que deixou o clube logo no início da Libertadores. Além do título continental, conquistou o Campeonato Mineiro daquele ano.

    Já em 1999, dois anos após a saída, o profissional retornou à Toca da Raposa como substituto de Levir Culpi. Sem levantar troféus, foi demitido depois de perder o Mineiro.

    Em 2007, quando chegou para a terceira passagem como técnico, Paulo Autuori foi contratado para a vaga de Oswaldo de Oliveira. À época, com uma trajetória semelhante à segunda passagem, se desligou após uma goleada sofrida em um clássico, por 4 a 0, no primeiro jogo da final do Mineiro.

    No geral, Autuori comandou o Cruzeiro em 86 jogos oficiais e um amistoso, com 43 vitórias, 21 empates e 23 derrotas, um aproveitamento de 49,4%.

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original