Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Fifa define formato da Copa 2026 com 12 grupos e mais uma fase mata-mata

    Próxima edição do torneio será co-organizada pelos EUA, Canadá e México

    Da CNN

    A Copa do Mundo de 2026 terá 104 jogos em vez dos tradicionais 64 devido ao formato expandido com 48 seleções participantes, informou a Fifa nesta terça-feira (14).

    A edição de 2026, que será co-organizada pelos Estados Unidos, Canadá e México, será a primeira edição do torneio quadrienal onde participam 48 seleções.

    “O Conselho da Fifa aprovou por unanimidade a emenda proposta ao formato de competição da Copa do Mundo da Fifa de 2026 de 16 grupos de três para 12 grupos de quatro, com os dois primeiros e os oito melhores terceiros colocados avançando para os 16-avos de final”, disse a Fifa.

    “O formato revisado mitiga o risco de conluio e garante que todas as equipes joguem um mínimo de três partidas, proporcionando um tempo de descanso equilibrado entre as equipes concorrentes.”

    A Copa do Mundo de 32 seleções no Qatar no ano passado teve um total de 64 partidas concluídas em 29 dias. A última vez que México (1986) e Estados Unidos (1994) sediaram uma Copa do Mundo, havia apenas 24 seleções.

    O torneio já conta com 32 times desde a edição de 1998, com oito grupos de quatro e os finalistas disputando sete partidas cada. Mas as equipes que chegarem ao confronto de cúpula em 2026 agora jogarão oito partidas no total.

    O plano original para a edição da Copa 2026 previa um total de 80 partidas, mas a decisão de aumentar o número de partidas para 104 foi aprovada pelo conselho da Fifa em reunião na terça-feira.

    O novo formato também se limitará a desenhar quatro times em um grupo depois que uma proposta para um grupo de três times foi rejeitada por temores de conluio.

    Tradicionalmente, os dois primeiros colocados de cada grupo avançam para as oitavas de final, mas a edição de 2026 também terá os oito melhores terceiros colocados avançando para as oitavas de final.

    (Publicado por Lucas Schroeder)