Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Flamengo toma susto do Athletico-PR, mas vira com mais um gol de Bruno Henrique

    Rubro-Negro carioca terá vantagem do empate no jogo da volta das quartas de final da Copa do Brasil

    Bruno Henrique e Pedro marcaram os gols do Flamengo
    Bruno Henrique e Pedro marcaram os gols do Flamengo Buda Mendes/Getty Images

    Matheus Dantasda ItatiaiaLuccas Oliveirada CNN

    O gol de Canobbio para o Athletico-PR, logo aos sete minutos de jogo, assustou a torcida do Flamengo que mais uma vez lotou o Maracanã. Mas a noite desta quarta-feira (5) terminou com vitória e vantagem na Copa do Brasil.

    Pedro, de pênalti, e Bruno Henrique, logo depois de entrar, viraram no segundo tempo para o Rubro-Negro carioca, que vai para o jogo de volta das quartas de final com a vantagem do empate.

    A segunda partida está marcada para quarta-feira que vem, na Ligga Arena, em Curitiba, também às 21h30. Antes, os times voltam a campo pelo Brasileirão. No sábado (8), o Flamengo visita o Palmeiras no Allianz Parque, em São Paulo. No domingo (9), o Athletico vai ao Castelão enfrentar o Fortaleza.

    Pulgar falha, e Furacão na frente

    A chance que o Athletico veio ao Maracanã buscando apareceu logo aos sete minutos. Na saída com a bola longa, o time de Wesley Carvalho precisou de três toques até Vitor Roque ganhar a disputa com Erick Pulgar, e a bola ficar com Cannobio, cara a cara com Matheus Cunha, abrir o placar para o Furacão.

    A partir daí, o cenário do jogo foi aquele esperado: o Flamengo com a bola e o Athletico buscando uma nova escapada rápida. A movimentação de Gerson, Ayrton Lucas, Victor Hugo e Everton Ribeiro foi intensa, mas o time mandante não transformou a posse de bola em chance.

    Arrascaeta, em cobrança de falta por cima do gol, foi quem mais assustou a meta de Bento, aos 16. Aos 46, Pulgar foi o primeiro a acertar a meta, de cabeça, mas o camisa 1 defendeu sem sustos. Se faltaram chutes certos, sobraram bolas levantadas na área: foram 23 cruzamentos antes do intervalo.

    Pressão e gol de Pedro

    Sem mudanças — apesar dos pedidos por Bruno Henrique —, o Flamengo voltou em ritmo acelerado e precisou de poucos minutos para ser mais perigoso do que em todo primeiro tempo.

    Aos dois minutos, Ayrton Lucas conseguiu ir à linha de fundo e tocar para trás. O chute de Arrascaeta tinha endereço, e Bento foi no cantinho e defendeu. Empurrado pela torcida, os cariocas foram para cima.

    Pouco depois, após chute de Gerson e bate-rebate na área, Arrascaeta dividiu com Madson e caiu. O lance seguiu, mas, após ir ao VAR, o árbitro Flavio Rodrigues de Souza marcou pênalti. Camisa 9, Pedro chamou a responsabilidade, encarou Bento e deixou tudo igual no Maracanã: 1 a 1 aos 10 minutos.

    Bruno Henrique entra e decide

    Aos 20, Sampaoli atendeu ao pedido da arquibancada e colocou Bruno Henrique em ação. O momento do jogo era do todo do Flamengo, e o segundo gol virou questão de tempo. Cinco minutos depois de entrar, o camisa 27 subiu mais alto que Fernandinho e, na segunda trave, desviou falta de Arrascaeta para o gol!

    Em vantagem, o time de Jorge Sampaoli seguiu melhor e, mais importante, não dando oportunidades ao rival. A segunda mudança no Flamengo foi a entrada de Luiz Araújo. Em seu primeiro lance, o estreante deixou BH27 em condições de marcar, mas a tentativa de encobrir Bento foi para fora.

    Sem mais se arriscar, o Flamengo administrou os minutos finais com a posse de bola. O Athletico, por sua vez, não mudou sua postura. Assim, o jogo terminou sem maiores emoções no Rio de Janeiro.

    Flamengo 2 x 1 Athletico-PR

    Flamengo: Matheus Cunha; Wesley, Fabrício Bruno, David Luiz e Ayrton Lucas; Erick Pulgar, Victor Hugo (Bruno Henrique) e Gerson; Arrascaeta (Thiago Maia), Everton Ribeiro (Luiz Araújo) e Pedro. Técnico: Jorge Sampaoli.

    Athletico-PR: Bento; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Zé Ivaldo; Madson (Khellven), Erick (Cuello), Fernandinho e Esquivel; Vitor Bueno (Christian), Cannobio (Léo Cittadini) e Vitor Roque (Thiago Andrade). Técnico: Wesley Carvalho.

    Gols: Pedro (10’/2ºT) e Bruno Henrique (25’/2ºT), do Flamengo; Cannobio (6’/1ºT), do Athletico.

    Cartão amarelo: Erick Pulgar e Wesley (Flamengo); Bento e Thiago Andrade (Athletico).

    Público e renda: 60.996 pagantes / 66.505 presentes / renda R$ 5.648942,50.

    Motivo: Jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

    Data e hora: 5 de julho de 2023, às 21h30 (de Brasília).

    Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

    Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (Fifa/SP).

    Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa/MG) e Rafael da Silva Alves (Fifa/RS).

    Árbitro de vídeo: Igor Benevenuto de Oliveira (Fifa/MG).