Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Por que o Atlético-MG levou apenas sete jogadores para o banco contra o Alianza?

    Torcida do Galo estranhou a escalação "à moda antiga"

    Coudet também não estará no banco de reservas contra o Alianza
    Coudet também não estará no banco de reservas contra o Alianza Pedro Souza/Atlético-MG

    Túlio Kaizerda Itatiaia

    O Atlético-MG está escalado para o duelo decisivo contra o Alianza Lima, do Peru, pelo Grupo G da Copa Libertadores, nesta quarta-feira (3), às 21h30 (horário de Brasília), em Belo Horizonte. Chamou a atenção dos torcedores a ausência de peças no banco de reservas.

    O Galo tem apenas sete jogadores como opção no banco. Matheus Mendes, Réver, Dodô, Otávio, Edenilson, Hyoran e Cadu são os reservas para o jogo contra o Alianza.

    Mas por que o clube não levou os 12 suplentes permitidos pela Conmebol?

    • O lateral-direito Mariano e o atacante Paulinho estão suspensos e, por isso, não estão à disposição.
    • O departamento médico também está cheio. O lateral-direito Saravia sofreu uma pequena lesão no músculo posterior da coxa esquerda. Ele já iniciou o trabalho de fisioterapia.
    • No jogo contra o Athletico-PR, Mauricio Lemos e Patrick deixaram o campo com dores. Ambos ficam fora do banco de reservas.
    • Ainda estão fora o lateral-esquerdo Guilherme Arana, o zagueiro Igor Rabello, o volante Allan, o meia-atacante Pedrinho e o atacante Alan Kardec. Todos estão lesionados ou em reta final de recuperação.

    O técnico Eduardo Coudet também não ficará no banco de reservas. Ele foi expulso na derrota do Galo para o Athletico-PR, por 2 a 1, na Arena da Baixada, em Curitiba, e está suspenso.

    O Galo vai a campo com: Everson; Bruno Fuchs, Jemerson, Nathan Silva e Rubens; Rodrigo Battaglia, Igor Gomes e Matías Zaracho; Cristian Pavón, Eduardo Vargas e Hulk.

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original