Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Presidente do Atlético-MG dispara contra arbitragem: “Sem controle emocional”

    Sérgio Coelho afirma que o clube mineiro foi prejudicado pela arbitragem no duelo diante do Sport, pela Copa do Brasil

    Árbitro aponta falta no início da jogada que originou um gol do Atlético-MG
    Árbitro aponta falta no início da jogada que originou um gol do Atlético-MG Reprodução/Twitter

    Lucas SanchesCláudio Rezendeda Itatiaia

    O presidente do Atlético-MG, Sérgio Coelho, fez duras críticas à arbitragem da partida do Galo contra o Sport nessa quarta-feira (22), no duelo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Na Arena Pernambuco, em Recife, o Leão venceu por 1 a 0, mas o resultado classificou o alvinegro para as oitavas de final.

    Já no segundo tempo, o alvinegro teve um gol anulado. Paulinho balançou a rede, mas após análise do VAR, o árbitro Bráulio da Silva Machado marcou falta de Zaracho no meio-campo.

    “O árbitro totalmente sem controle emocional, não foi um bom gestor de pessoas, fez com que os atletas ficassem nervosos, e com isso, deu excessivamente cartões. Faltou a ele critério, e o Galo vem sendo prejudicado, como foi, por exemplo, na primeira rodada do Brasileirão, em São Paulo, contra o Corinthians”, destacou Sérgio Coelho, relembrando a polêmica entrada de Fágner em Zaracho, que poderia levar à expulsão do lateral corintiano.

    “Ontem, no lance em que nós marcamos o gol, o VAR chamou para uma possível falta. Se houve ou não a falta, é um lance interpretativo. Se o juiz viu e não deu, foi a interpretação dele. Então, as coisas acontecem dessa forma. Falta aos árbitros critério, o VAR não tem uma linha de atuação. No lance como do Zaracho, que era para expulsão, ele não atuou. Já no lance como de ontem, que é interpretativo, ele atua. E o pior, nós fazemos o ofício reclamando e protestando. Como foi no jogo contra o Corinthians. E vamos fazer hoje, reclamando e protestando da arbitragem do jogo de ontem”, disparou o presidente atleticano.

    Mesmo com as duras críticas, Sérgio Coelho ainda se mostrou descrente quanto a ações por parte da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

    “Eu uso uma expressão que é um ditado popular: ‘enxugar gelo’. Pode fazer mil reclamações, protestos, que nem sei se eles estão lendo lá na comissão de arbitragem. Possivelmente, eles pegam e colocam dentro de uma gaveta. Infelizmente é isso que tem acontecido. Mas vida que segue”, finalizou Coelho.

    Em meio às polêmicas, o Atlético-MG está classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil e ainda garantiu mais de R$ 3 milhões como premiação da CBF.

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

     

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original