Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    De amarelo, Corinthians vence Botafogo e “ajuda” Palmeiras no Campeonato Brasileiro

    Vitória por 1 a 0 na Neo Química Arena foi facilitada por expulsão no primeiro tempo

    Autor do gol contra o Botafogo, Gil comemora com companheiros e o técnico Vanderlei Luxemburgo
    Autor do gol contra o Botafogo, Gil comemora com companheiros e o técnico Vanderlei Luxemburgo Ricardo Moreira/Getty Images

    Luccas Oliveirada CNNLuis Fabianida Itatiaia

    Com uniforme amarelo, o Corinthians venceu o líder Botafogo, nesta sexta-feira (22), por 1 a 0, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol na Neo Química Arena foi marcado pelo zagueiro Gil.

    A vitória foi facilitada pela expulsão de Marçal, capitão do Botafogo, aos 21 minutos do primeiro tempo, após entrada forte no jovem Pedro. O lateral alvinegro deixou o campo esbravejando contra a arbitragem.

    O resultado trouxe três pontos importantes para o time paulista se afastar do Z4, abrindo seis pontos do Santos (17º) e assumindo a 10ª posição na tabela. Mas, de certa forma, ajudou o rival Palmeiras.

    Afinal, a vitória do Corinthians impede que o Botafogo aumente a vantagem, hoje de sete pontos, para o vice-líder Palmeiras. O Alvinegro carioca chega a três derrotas consecutivas no Brasileirão.

    De roupa nova

    Para encarar o Botafogo, o Corinthians adotou uma identidade visual inédita ao torcedor. O clube realizou a estreia de seu novo uniforme III, lançado nessa quarta-feira (20), que faz homenagem ao movimento “Democracia Corinthiana”, popularizado pelo clube nos anos 1980.

    A camiseta, o calção e os meiões adotam um tom amarelado, com uma faixa preta na parte interior das mangas. A coloração remete a uma camisa utilizada pelo ídolo Sócrates no Vale do Anhangabaú em um comício pelas eleições diretas.

    De cara!

    O duelo nos primeiros minutos não reservou grandes emoções para botafoguenses e corintianos. Foram poucas chances criadas para ambos os lados e uma posse de bola bem dividida, sem qualquer time mais perto de assumir o controle.

    Aos 20 minutos, porém, a situação mudou. Pedro recebeu lançamento de Wesley e tentou recepcionar de primeira. Marçal, lateral do Botafogo, entrou com o pé alto e acertou o corintiano na canela. VAR acionado e expulsão para o lado carioca.

    Improviso

    Por mais que tivesse Hugo como alguém de ofício da posição no banco de reservas, Bruno Lage optou por uma alternativa que não requisitasse substituições. O treinador português moveu Tchê Tchê para a lateral esquerda e passou a montar o time em um 4-4-1, tendo Tiquinho Soares como único homem mais à frente.

    Chama a atenção que, além de não ser sua função de origem, Tchê Tchê também é destro. O jogador ficou mais reservado ao campo de defesa na maior parte do tempo.

    Ao ataque

    Com um jogador a mais, Luxemburgo orientou a equipe a ocupar o campo de ataque e encurralar o Botafogo. A proposta de fato se realizou e o Corinthians passou a ter mais posse, apesar de não encontrar espaços.

    Com o passar o tempo, Renato Augusto e Fagner foram acionados pela comissão técnica. Assim, Bruno Méndez passou a atuar como zagueiro e Maycon se tornou o único volante de ofício na escalação dentro de campo.

    Zagueiro raiz!

    O Corinthians abriu o placar aos 14 minutos do segundo tempo. Na jogada, Ángel Romero recebeu pelo lado esquerdo e tocou em profundidade, para Matheus Bidu. O lateral-esquerdo foi para a linha de fundo e cruzou para Gil, que bateu duas vezes para vazar Lucas Perri e abrir o placar.

    Na jogada, chamou a atenção a agressividade do camisa 4 para estufar as redes. Um chute daqueles que o goleiro mal vê a cor da bola, como manda o manual do zagueiro.

    Corinthians 1×0 Botafogo

    Corinthians: Cássio; Bruno Méndez, GIl, Lucas Veríssimo (Fagner) e Fábio Santos; Gabriel Moscardo (Renato Augusto), Maycon e Matías Rojas; Pedro (Gustavo Mosquito), Wesley (Romero) e Yuri Alberto. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

    Botafogo: Lucas Perri; Di Plácido (Júnior Santos), Adryelson, Victor Cuesta, Marçal; Marlon Freitas (Hugo), Tchê Tchê e Eduardo; Luis Henrique (Gabriel Pires), Victor Sá e Tiquinho Soares (Diego Costa). Técnico: Bruno Lage.

    Gol: Gil (14 min 2ºT) para o Corinthians.

    Cartões amarelos: Yuri Alberto, Gabriel Moscardo, Gil e Fagner, do Corinthians; Marlon Freitas, Adryelson Diego Costa e Tchê Tchê, do Botafogo.

    Cartões vermelhos: Marçal, do Botafogo.

    Motivo: 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

    Data e horário: 22 de setembro de 2023 (sexta-feira), às 20h (de Brasília).

    Local: Neo Química Arena, em São Paulo.

    Arbitragem: Paulo César Zanovelli da Silva, auxiliado por Nailton Júnior de Sousa Oliveira e Felipe Alan Costa de Oliveira.

    VAR: Rafael Traci.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas