Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Ceará vence o Fortaleza no Clássico-Rei e se mantém vivo na Copa do Nordeste

    Gol de Raí Ramos, na Arena Castelão, faz Vozão chegar ao G4 do Grupo A. Leão se mantém na segunda colocação do B, mas não alcança mais o Bahia

    Raí Ramos comemora gol do Ceará no Clássico-Rei contra o Fortaleza
    Raí Ramos comemora gol do Ceará no Clássico-Rei contra o Fortaleza Thiago Juvencio / Photo Premium / Gazeta Press

    Marcel Rizzoda Itatiaia

    A vitória do Ceará sobre o Fortaleza no Clássico-Rei desta quarta-feira (20), na Arena Castelão, na capital cearense, recolocou o Vozão bem posicionado na briga por uma vaga nas quartas de final da Copa do Nordeste.

    O time de Vagner Mancini iniciou a partida na lanterna do embolado Grupo A, mas com o 1 a 0, gol de Raí Ramos, pulou para a quarta posição, com nove pontos, pelo menos até os jogos desta quinta-feira (21), com Botafogo-PB e Maranhão podendo ultrapassar.

    Os quatro primeiros de cada grupo, após oito rodadas, avançam para as quartas de final.

    O Leão se manteve na segunda colocação do Grupo B, com oito pontos, mas agora a sete pontos do Bahia, que já garantiu a primeira posição da chave com duas rodadas de antecedência.

    O confronto não teve os seis gols do 3 a 3 da primeira fase do Campeonato Cearense, em 17 de fevereiro, mas foi movimentado. Nos próximos 17 dias, Fortaleza e Ceará vão se enfrentar mais duas vezes, pela final do Estadual. Os rivais ainda podem se cruzar em 2024 em fases posteriores do Nordestão e na Copa do Brasil.

    O jogo

    Diferentemente do primeiro Clássico-Rei de 2024, em fevereiro, pelo Cearense, quem começou melhor foi o Fortaleza. Uma bola na trave em cabeça de Kuscevic, e uma finalização de Yago Pikachu que Richard tirou quase de dentro do gol deram a impressão de que, dessa vez, o Leão seria o protagonista.

    Mas aos poucos o Ceará equilibrou as ações e também teve suas chances, tendo inclusive maior volume de jogo. As lesões castigaram os dois times na etapa inicial. O Vozão perdeu Aylon e Guilherme Castilho, aparentemente por lesões musculares, e Tinga saiu pelo Leão. Algumas vaias ao fim do primeiro tempo deram o tom de um primeiro tempo pouco vistoso.

    O Fortaleza colocou pressão no início da segunda etapa. Vojvoda entrou com Calebe, na vaga de Machuca, e o time ganhou velocidade. Em várias bolas lançadas na área, houve chances para marcar e até reclamação de pênalti.

    O Ceará parecia acuado, mas é clássico. Raí Ramos, lateral emprestado pelo São Paulo, primeiro arriscou um chute da intermediária, e João Ricardo precisou jogar para escanteio. Na cobrança de Lucas Mugni, a bola sobrou para o mesmo Raí dominar e chutar para marcar.

    O Vozão recuou e o Fortaleza passou a pressionar. Reclamou de mais um lance de pênalti, e teve chances de empatar, mas sem sucesso.

    Próximos jogos

    No sábado (23), às 20h30 (de Brasília), o Fortaleza recebe o Vitória na Arena Castelão, pela sétima rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. O Ceará joga no domingo (24) contra o Treze, em Campina Grande-PB, às 16h (de Brasília), também pelo Nordestão.

    Fortaleza 0 x 1 Ceará

    Fortaleza: João Ricardo; Tinga (Dudu), Kuscevic, Tomás Cardona e Bruno Pacheco; Zé Welison (Pochettino), Kauan (Lucas Sasha) e Machuca (Calebe); Yago Pikachu, Lucero e Moisés. Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

    Ceará: Richard; Raí Ramos, Matheus Felipe, Ramon e Matheus Bahia; Richardson, Lourenço (David Ricardo) e Guilherme Castilho (Lucas Mugni); Erick Pulga, Aylon (Facundo Castro) (Janderson) e Facundo Barceló (Saulo Mineiro). Técnico: Vagner Mancini.

    • Gol: Raí Ramos (20min2ºT) para o Ceará
    • Cartões Amarelos: Zé Welison, Pochettino, Kuscevic (Fortaleza); Guilherme Castilho, Richardson, Matheus Bahia (Ceará)
    • Público total: 39.492
    • Renda: R$ 898.004,00
    • Motivo: 6ª rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste
    • Data e horário: 20 de março de 2024 (quarta-feira), às 21h30 (de Brasília)
    • Local: Arena Castelão, em Fortaleza
    • Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
    • Auxiliares: Jean Márcio dos Santos (RN) e Luís Carlos de Franca Costa (RN)

     

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

     

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original