Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Com dois gols de Maycon, Corinthians supera o Boca Juniors pela Libertadores

    Equipe paulista lidera o grupo E da competição com seis pontos em três jogos

    Maycon, do Corinthians, comemora após marcar gol durante partida contra o Boca Juniors
    Maycon, do Corinthians, comemora após marcar gol durante partida contra o Boca Juniors RONALDO BARRETO/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO

    Douglas PortoHenrique Andradeda CNN São Paulo

    O Corinthians venceu o Boca Juniors, por 2 a 0, nesta terça-feira (26), na Neo Química Arena, na Zona Leste de São Paulo, em partida válida pela 3ª rodada do grupo E da Copa Libertadores da América.

    O volante Maycon abriu o placar aos 5 minutos do primeiro tempo, em ótima jogada de cabeça, após assistência do lateral Fagner.

    Após cruzamento do atacante Roger Guedes e leve desvio do goleiro, Maycon ampliou aos 33 minutos do segundo tempo.

    Com o resultado, a equipe paulista lidera seu grupo na competição, com seis pontos em três jogos. O Boca está em último, com apenas três pontos em três jogos. Deportivo Cali, em segundo, e Always Ready, em terceiro, ainda vão jogar pela rodada.

    O próximo jogo do Corinthians pela competição é contra o Deportivo Cali, na Colômbia, em 4 de maio. Na primeira partida entre as equipes, o Timão venceu por 1 a 0, com gol contra do zagueiro José Carlos Caldeira.

    Caso de racismo

    Em nota divulgada após a partida, o time paulista informou que um torcedor do Boca Juniors foi detido e encaminhado ao posto da Polícia Militar no estádio após ser denunciado por fazer gestos racistas.

    Segundo o Corinthians, o homem imitava um macaco no setor Sul da Neo Química Arena e foi conduzido para o Departamento de Operações Estratégicas da Polícia Civil, onde foi indiciado por injúria racial.

    “O Corinthians repudia todo e qualquer ato de racismo e discriminação e agradece à Polícia Militar pela eficiência no apoio prestado. Esse fato só reforça a importância de nossa luta por um futebol sem ódio”, escreveu o clube.