Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Sul-Americana: em jogo morno, Corinthians e Fortaleza empatam pela ida da semifinal

    Vaga na final fica em aberto para a volta na Arena Castelão

    Corinthians e Fortaleza se enfrentaram na Neo Química Arena pela semifinal da Sul-Americana
    Corinthians e Fortaleza se enfrentaram na Neo Química Arena pela semifinal da Sul-Americana Reprodução/Twitter Sudamericana BR

    Marcel Rizzoda ItatiaiaLuccas Oliveirada CNN

    Corinthians e Fortaleza protagonizaram uma noite de poucas chances, nesta terça-feira (26), pelo jogo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana. O empate em 1 a 1 na Neo Química Arena, de certa forma, refletiu isso.

    O primeiro tempo até que foi animado, com os dois gols da partida, marcados por Zé Welison (Fortaleza) e Yuri Alberto (Corinthians). Mas, na etapa final, os times evitaram se expor e deixaram a decisão da vaga na final para o jogo da volta, terça que vem (3/10), na Arena Castelão, em Fortaleza.

    Quem vencer, estará numa final inédita de Copa Sul-Americana. Em caso de novo empate, decisão por pênaltis. Na outra semifinal, LDU e Defensa y Justicia fazem o primeiro jogo nesta quarta (27), no Equador, às 19h.

    VAR salva o juiz

    O Fortaleza, que encontrou uma formação titular que vem sendo trabalhada por Juan Pablo Vojvoda, dominou os primeiros 30 minutos, mesmo sem ter maior posse de bola. Principalmente nas costas de Fagner, era mais perigoso e chegava dentro da área de Cássio.

    Aos 22 minutos, Marinho cobrou escanteio, Zé Welison cabeceou e Cássio aceitou. Mas, imediatamente, o árbitro uruguaio Esteban Ostojich marcou falta, não se sabe se de Welison ou de Titi, que também estava próximo à jogada.

    Mas o VAR Leodán Gonzalez salvou Ostojich, já que ninguém na Neo Quimica Arena ou pela televisão viu qualquer falta no lance. Demorou cinco minutos, mas o gol foi confirmado.

    Fortaleza reclama de possíveis pênaltis

    O Fortaleza reclamou ainda de dois lances de pênaltis, um de Gil em Bruno Pacheco, outro de Fábio Santos em Marinho, mas recuou, dando mais a bola ao Corinthians, e a Renato Augusto, o que nunca é um bom negócio.

    No gol de empate, aos 40 minutos, Fagner aplicou um chapéu em Zé Welison no campo de defesa, e tocou para Renato Augusto. No meio do campo, ele deu um ótimo lançamento para Yuri Alberto, que avançou e bateu forte.

    Segundo tempo

    O segundo tempo manteve o Corinthians com a bola mais no pé, mas o Fortaleza também levava perigo, principalmente em jogadas laterais. Marinho saiu machucado, mas a velocidade ainda era usada. No Timão, a entrada de Mosquito deu mais mobilidade.

    Próximos jogos

    Os times voltam a se enfrentar na volta da semifinal da Copa Sul-Americana na próxima terça-feira (3), na Arena Castelão, na capital cearense, às 21h30 (de Brasília). Mas antes jogam pelo Brasileirão.

    No sábado (30), às 18h30 (de Brasília), no Morumbi, o Corinthians visita o São Paulo, pela 25ª rodada. No mesmo dia, às 16h (de Brasília), o Fortaleza recebe o Grêmio, na Arena Castelão.

    Corinthians 1 x 1 Fortaleza

    Corinthians: Cássio; Fagner, Gil, Lucas Veríssimo e Fábio Santos; Gabriel Moscardo (Gustavo Mosquito), Giuliano, Maycon e Renato Augusto; Wesley (Romero) e Yuri Alberto. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

    Fortaleza: João Ricardo; Tinga, Titi, Brítez e Bruno Pacheco; Caio Alexandre (Lucas Sasha), Zé Welison (Pedro Augusto) e Pochettino (Calebe); Guilherme (Machuca), Marinho (Yago Pikachu) e Lucero. Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

    Gols: Yuri Alberto (40min1ºT) para o Corinthians; Zé Welison (21min1ºT) para o Fortaleza.

    Cartões amarelos: Lucas Veríssimo, Gabriel Moscardo, Renato Augusto (Corinthians); Brítez, Guilherme, Bruno Pacheco (Fortaleza).

    Público: 42.198 presentes.

    Renda: R$ 3.014.588,00.

    Motivo: jogo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana.

    Data e horário: 26 de setembro de 2023, às 21h30 (de Brasília).

    Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP).

    Árbitro: Esteban Ostojich (URU).

    Auxiliares: Nicolás Tarán (URU) e Carlos Barreiro (URU).

    VAR: Leodán González (URU).

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas