Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Dorival relembra convívio com Robinho: “Se cometeu crime, tem que ser penalizado”

    Treinador da Seleção Brasileira disse que lembra de quando treinou o ex-jogador no Santos e que na convivência era uma pessoas "fantástica"

    Dorival Júnior em coletiva antes do amistoso da Seleção contra a Inglaterra
    Dorival Júnior em coletiva antes do amistoso da Seleção contra a Inglaterra Rafael Ribeiro / CBF

    Marcel Rizzoda Itatiaia

    Dorival Júnior trabalhou com Robinho no Santos. Nesta quinta-feira (21), o ex-jogador foi preso para cumprir no Brasil a pena de nove anos por estuprar uma mulher na Itália. O jogador foi condenado no país europeu.

    A lembrança que o técnico da Seleção Brasileira tem de Robinho, segundo ele, é de uma pessoa “fantástica, profissional e acima da média”, dentro da convivência deles, mas que se foi comprovado o crime, ele tem que ser penalizado. Dorival diz se preocupar com a família dos envolvidos.

    É uma situação muito delicada. Robinho foi meu atleta, uma pessoa fantástica, um profissional desses, dentro da nossa convivência, acima da média. É um momento difícil para nos expressarmos. Entendo que primeiro eu penso nas famílias das pessoas envolvidas. Nas famílias principalmente das vítimas desses episódios. Episódios que acontecem diariamente no Brasil e em todo mundo, que são abafados pois as pessoas não têm vozes. Se houve realmente e comprovaram algum time de crime, ele tem que ser penalizado, por mais que doa no meu coração sobre uma pessoa que tive convívio excepcional

    Dorival Júnior, técnico da Seleção Brasileira

    Sobre Daniel Alves

    Outro caso de um ex-jogador da Seleção Brasileira condenado por estupro e que voltou à tona nesta semana foi o de Daniel Alves.

    Ele terá que cumprir uma pena de quatro anos e seis meses na Espanha, mas recorreu e a Justiça espanhola determinou que pode aguardar em liberdade, desde que pague 1 milhão de euros (R$ 5,5 milhões) — o que ainda não fez. Dorival disse que não trabalhou com Daniel.

    Mas olho mais para as famílias das vítimas e deles também. Não desejo isso a ninguém. Sinto por todos. Sinto por tudo que passarão a partir de então nas suas vidas. Posso ajudar em orações, nada além disso. É o sentimento que fica. Não só esses casos, mas milhares deles acontecem ao longo dos dias e a sociedade infelizmente se omite da grande maioria. Precisamos penalizar os casos que não são expostos e acontecem com muita frequência

    Dorival Júnior, sobre Daniel Alves

    Mais cedo, o lateral-direito Danilo, que será o capitão no amistoso deste sábado contra a Inglaterra, às 16h (de Brasília), no estádio de Wembley, na Inglaterra, pediu ajuda à CBF para a conscientização dos atletas brasileiros, principalmente os da base, com relação aos direitos das mulheres e a crimes sexuais.

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas