Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Fifa e Conmebol assinam documento por jogos da Copa do Mundo de 2030

    Serão três partidas no continente, como forma de homenagear o berço dos Mundiais

    Conmebol e Fifa celebraram o acordo que confirma os jogos da Copa do Mundo de 1930 na América do Sul
    Conmebol e Fifa celebraram o acordo que confirma os jogos da Copa do Mundo de 1930 na América do Sul Twitter/Conmebol

    Marcel Rizzoda Itatiaia

    Os presidentes da Fifa, Gianni Infantino, e da Conmebol, Alejandro Dominguez, assinaram nesta quinta-feira (11) um documento confirmando que a América do Sul receberá três jogos da Copa do Mundo de 2030. Também firmaram a ata dirigentes das federações da Argentina, do Uruguai e do Paraguai, países que receberão essas partidas.

    O ato protocolar ocorreu durante o Congresso da Conmebol, realizado na sede da entidade, em Luque, na região metropolitana de Assunção, no Paraguai.

    Em outubro de 2023, Dominguez já havia anunciado — e a Fifa confirmado — que seis países receberão jogos da Copa do Mundo de 2030. Espanha, Portugal e Marrocos, que detinham uma candidatura conjunta, serão as sedes principais do Mundial, mas a América do Sul terá o jogo de abertura, no Uruguai, e mais duas partidas da primeira rodada, um na Argentina e outro no Paraguai.

    Inspeções ainda vão definir detalhes da organização sul-americana desses jogos, que serão oficiais da Copa, mas ao mesmo tempo vão comemorar o centenário da competição, realizada pela primeira vez em 1930, no Uruguai. O Estádio Centenário, em Montevidéu, deve ser reformulado para receber a partida inaugural.

    Na Argentina, o estádio favorito a ser sede é o Monumental de Nuñez, do River Plate, em Buenos Aires, e palco da final da Copa do Mundo de 1978. No Paraguai a Conmebol tem o projeto de construir um estádio próprio em região próxima a Assunção.

    A negociação

    A Itatiaia apurou que a direção da Conmebol costurou esse acordo para ter jogos da Copa de 2030 na América do Sul diretamente com o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, depois que a cúpula da entidade sul-americana percebeu que perderia a concorrência da candidatura Argentina/Paraguai/Uruguai/Chile para a de Espanha/Portugal/Marrocos.

    Os chilenos acabaram fora do projeto final de incluir a América do Sul na competição e depois receberam, como consolo, a organização do Mundial Sub-20 de 2025.

    O Paraguai se manteve no projeto porque a Conmebol quer construir um estádio para 45 mil pessoas, mas que pode ser ampliado para 60 mil durante os jogos da Copa. A procura por investimento para a obra está ligada diretamente à inclusão da arena no Mundial.

    Em 2026, o Mundial será disputado pela primeira vez em três países, mas do mesmo continente: Estados Unidos, México e Canadá. Pela primeira vez também terá 48 participantes, com 104 partidas, e não mais 32 seleções e 64 confrontos.

    A Copa de 2030 terá esse mesmo formato, com 12 grupos de quatro times, os dois primeiros e os oito melhores terceiros avançando para uma fase de 32 avos, com eliminatórias a partir daí até a final. O campeão, portanto, fará oito confrontos, e não mais sete.

    O Mundial de 2034 recebeu apenas uma candidatura, da Arábia Saudita, que futuramente será aclamada como sede.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original