Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Flamengo vence Vasco por 4 a 1 no Maracanã e afunda rival carioca no Z-4 após atropelo

    Gols do Rubro-Negro foram marcados por Erick Pulgar, Gerson, Ayrton Lucas e Pedro; Jair descontou para o Cruz-maltino

    Paula Reis / CRF

    Ludmila Candalda CNNGuilherme Abrahãoda Itatiaia

    Em noite de Maracanã lotado, o Flamengo, mesmo com desfalques, venceu sem dificuldades o Vasco por 4 a 1 na última partida da nona rodada do Campeonato Brasileiro nesta terça (5).

    O chileno Erick Pulgar abriu o placar para o Flamengo com belo chute de fora da área aos 14 minutos da primeira etapa.

    Logo em seguida, após assistência de Arrascaeta, Gerson marcou o segundo, aos 16 minutos.

    Para sacramentar a vitória, Pedro e Ayrton Lucas marcaram no final do primeiro tempo.

    De pênalti, Jair descontou para o Vasco da Gama no início do segundo tempo.

    O resultado aprofunda a crise vascaína. O clube atualmente ocupa a penúltima posição na tabela do Brasileirão com 6 pontos somados. Já o Flamengo sobe na tabela de classificação e chega aos 16 pontos.

    O Rubro-Negro é quinto colocado, ao lado do Fluminense, mas a frente no saldo de gols.

    Próximos jogos

    O Vasco volta a campo novamente pelo Brasileiro, no domingo (11), às 16h (de Brasília), no Beira-Rio, diante do Internacional.

    Já o Flamengo encara recebe no Maracanã o Racing-ARG, às 21h (de Brasília) pela Copa Libertadores, na quinta (8). Na Série A, joga domingo diante do Grêmio, às 18h30 (de Brasília).

    Fim da linha para Barbieri?

    Na corda bamba e muito pressionado antes do clássico, o técnico Maurício Barbieri não deve seguir no comando técnico do Vasco.

    Apesar de ter sido assegurado que o trabalho seguia pela cúpula de futebol, na última semana, o resultado no Maracanã, deve deixar sequelas na equipe.

    Flamengo sem piedade

    Quem esteve no Maracanã, ao ver os primeiros dez minutos, parecia que o Vasco poderia equilibrar o confronto com uma nova formação tática. Só parecia.

    O Flamengo precisou de apenas 15 minutos para aniquilar com o rival. Com gols relâmpagos, aos 13 e 15, de Pulgar e Gerson, o Rubro-Negro já vencia por 2 a 0.

    Ainda teve tempo para a pá de cal na primeira etapa. E veio com Pedro e Ayrton Lucas. 4 a 0.

    “Time sem vergonha”

    O terceiro gol do Flamengo levou a torcida do Vasco à revolta. Depois de apoiar, mesmo perdendo por 2 a 0, a paciência chegou ao fim.

    Vendo o time perdendo por 4 a 0, em apenas 45 minutos, para o maior rival, muitos dos vascaínos presentes no estádio deixaram o Maracanã.

    Aproveitando e em maior número, a torcida do Flamengo também cantou “aõ, ão, ão, segunda divisão” e “arerê, o Vasco vai jogar a Série B”, como mais provocação para as inchadas cabeças vascaínas.

    Gol de honra

    Na volta para o segundo tempo, com o Flamengo totalmente acomodado no marcador, o Vasco esboçou uma reação e pelo menos marcou o seu de honra.

    Jair foi derrubado por Gerson, o árbitro Bráulio da Silva Machado foi ao VAR e confirmou o pênalti para a equipe vascaína. O próprio Jair cobrou bem e amenizou a goleada.

    Etapa protocolar

    No segundo tempo, vencendo por 4 a 0, o Flamengo tratou de diminuir o ritmo e pouco se arriscou no ataque. O Rubro-Negro apostava em bolas longas, enquanto o Vasco seguia para o tudo ou nada.

    O Cruz-maltino até ameaçou mais, com o jogo já definido para o Rubro-Negro. A torcida flamenguista ainda gritou “olé” em uma parte da segunda etapa.

    No fim da partida, Sampaoli poupou o time, tirando jogadores importantes como Ayrton Lucas e Arrascaeta, já visando o confronto com o Racing-ARG, na quinta-feira.

    Vini Jr. em campo

    No intervalo da partida, o brasileiro Vini Jr. foi ao gramado do Maracanã receber homenagens dois dois clubes cariocas.

    O jogador levantou camisas com seu nome de Vasco e Flamengo, agradeceu o apoio após episódios de racismo sofrido na Espanha e pediu paz no futebol.

    Vasco 1×4 Flamengo

    Vasco

    Léo Jardim; Capasso, Miranda e Léo; Pumita Rodríguez, Matías Galarza (Matheus Carvalho), Jair e Lucas Piton; Orellano (Barros, depois Zé Gabriel), Alex Teixeira (Gabriel Pec) e Pedro Raul.

    Técnico: Maurício Barbieri.

    Flamengo

    Matheus Cunha; Wesley, Fabrício Bruno, David Luiz e Ayrton Lucas (Filipe Luís); Thiago Maia (Vidal), Erick Pulgar, Gerson e Matheus França (Vítor Hugo); Arrascaeta (Everton Cebolinha) e Pedro.

    Técnico: Jorge Sampaoli.