Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Capitão da Hungria na Euro pede mudança no protocolo médico após lesão de Varga

    Dominik Szoboszlai criticou a demora dos médicos para entrar em campo e atender Barnabás Varga

    Varga foi retirado de maca do gramado após choque com o goleiro da Escócia
    Varga foi retirado de maca do gramado após choque com o goleiro da Escócia Catherine Ivill - AMA/Getty Images

    Ben MorseBoglarka Kosztolanyida CNN

    O capitão da Hungria, Dominik Szoboszlai, pediu uma mudança nos protocolos médicos depois que o atacante húngaro Barnabás Varga sofreu uma lesão grave durante a partida contra a Escócia, neste domingo (23), pela Eurocopa.

    Varga caiu no chão após ter colidido com o goleiro escocês Angus Gunn em lance no segundo tempo. Os companheiros do jogador de 29 anos sinalizaram para que o atendimento médico entrasse no campo. Quando a equipe médica chegou, lençóis foram levantados ao redor do jogador enquanto ele recebia tratamento.

    Posteriormente, foram acrescentados 10 minutos de acréscimo ao fim da partida do grupo A na Stuttgart Arena.

    As câmeras mostraram Szoboszlai aparentemente chorando após o incidente. O capitão parecia preocupado com a velocidade com que a maca estava sendo transportada para o campo para ajudar Varga.

    Szoboslai ajudou então a acelerar a maca, numa tentativa de acelerar o processo. Varga acabou sendo retirado de campo sob aplausos de ambos os torcedores.

    Pouco depois do jogo — em que Kevin Csoboth, da Hungria, marcou o gol da vitória aos 55 minutos, dando aos húngaros a oportunidade de se classificarem para as oitavas de final da competição — a Federação Húngara confirmou que Varga estava em condição “estável” num hospital próximo ao estádio e que ele teve uma concussão e uma maçã do rosto quebrada, lesão que exigiu cirurgia.

    “Ele parecia mal, se sentia mal”, disse Szoboszlai aos repórteres enquanto refletia sobre a lesão de Varga.

    “Eu realmente não sei qual é o protocolo [médico], não sei como funciona e a decisão não é minha, mas acho que precisamos mudar alguma coisa. Mesmo que alguém esteja no chão e você veja que foi um grande acidente, basta entrar em campo. Mesmo que o árbitro diga para não continuar, apenas continue. E se você perceber que não é nada sério, basta sair e pronto. Mas segundos podem ajudar muito”, completou.

    Quando perguntada pela CNN se poderia rever os seus procedimentos médicos, a Uefa disse em comunicado: “Aos 62 minutos, o jogador número 19 da Hungria, Barnabás Varga, caiu no chão devido a uma colisão com outro jogador. Após a assistência médica ao jogador em campo, ele recuperou a consciência e foi levado ao hospital para posterior observação. No momento, podemos confirmar que o jogador está em condições estáveis, consciente e comunicando.”

    Autor do gol da classificação, Csoboth comemorou a vitória tardia com uma camisa com o nome de Varga nas costas, e todo o time posou com uma camisa semelhante após a vitória em apoio ao atacante.

    “Foi uma situação confusa”, disse o técnico italiano Marco Rossi aos repórteres após a partida.

    “O que ouvi dos jogadores é que o Barny naquele momento parecia que não estava consciente, então todos estavam muito preocupados com o seu estado e também preocupados com o fato de os médicos terem chegado um pouco atrasados, podemos dizer. Mas é claro que eles provavelmente não perceberam que era uma situação perigosa. Agora, felizmente, podemos dizer que Barny não corre nenhum tipo de risco”, prosseguiu o treinador.

    “Provavelmente ele será operado nas próximas horas porque sofreu uma fratura aqui [apontando para a bochecha/olho]. Mas ele está saudável, isso é o mais importante. Se avançarmos na competição, é claro que ele não fará mais parte da equipe.”

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original