Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Guardiola projeta duelo com Real Madrid: “Respeito, mas não tenho medo”

    Técnico do Manchester City mira a classificação para as semifinais da Champions League

    Técnico do Manchester City, Pep Guardiola, durante partida contra o Copenhagen pela Liga dos Campeões
    Técnico do Manchester City, Pep Guardiola, durante partida contra o Copenhagen pela Liga dos Campeões 13/02/2024 Action Images via Reuters/Matthew Childs

    Itatiaia Esporte

    Depois de levar três gols do Real Madrid na semana passada, Pep Guardiola afirmou nesta terça-feira (16) que respeita o rival espanhol, mas não o teme. O treinador do Manchester City garante que o cansaço, resultado da maratona de jogos, não preocupa para a partida decisiva desta quarta (17), na Inglaterra, pela volta das quartas de final da Champions League.

    “Eu respeito muito o Real Madrid, mas não tenho medo. Já nos enfrentamos muitas vezes. Se eu elogio o time, é porque acredito. Contra o [Real] Madrid eu já joguei muitas vezes como jogador e o respeito muito. É uma rivalidade. Às vezes você ganha, às vezes você perde. A sensação de perigo contra o Real está sempre lá. Se os jogos têm sido bons nos últimos anos, que seja também amanhã”, comentou.

    Esta é a terceira vez consecutiva que Real e City se enfrentam no mata-mata da Champions. Cada time levou a melhor uma vez nos últimos dois anos. E o desempate nos confrontos começou com uma igualdade por 3 a 3, na semana passada, na capital espanhola.

    Guardiola deixou claro que sua maior preocupação é Jude Bellingham, o principal reforço do Real para a atual temporada europeia. O técnico do City admitiu surpresa com a rápida adaptação do meia-atacante inglês ao time espanhol. O jogador já soma 20 gols e dez assistências pelo Real.

    “Não é fácil se adaptar assim, rapidamente. Mas, desde o início da temporada, o seu impacto tem sido grande em gols e outras coisas. Com sua idade, ele aguenta a pressão sem problema. Acredito que ele tem uma grande mentalidade e que é um jogador excepcional. Temos que controlá-lo”, comentou Guardiola.

    O treinador minimizou o desgaste físico do seu elenco, que disputa no momento três competições, todas com chance de título: a Premier League, a Copa da Inglaterra e a Champions League.

    “Estou acostumado, é melhor estar aqui do que não. Não reclame nem por um segundo sobre isso. É o que há. Mais 24 horas para nos prepararmos é importante, sim. Estou preparado para sofrer até acabar [a temporada]”, comentou.

    Escalação do Manchester City

    Sobre o time que mandará a campo, o treinador fez mistério. Mas revelou que terá à sua disposição o lateral Kyle Walker. O inglês não entra em campo desde o fim do mês passado, quando sofreu uma lesão muscular no amistoso da sua seleção com o Brasil, em Londres.

    “Ele treinou bem, se sente bem, seu humor está bom. Não sei [se entraria no jogo] desde o início da partida ou começaria no banco de reservas. Mas ele estará conosco no jogo. Decidiremos no último treino”, afirmou Guardiola.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas