Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Scaloni fala sobre futuro de Messi e Di María na Seleção Argentina

    "Nunca seremos nós a fechar a porta", declarou o treinador

    Messi e Dibu Martínez
    Messi e Dibu Martínez @Argentina

    Reuters

    A Argentina garantiu vaga para a final da Copa América depois que gols de Julian Alvarez e Lionel Messi garantiram a vitória por 2 a 0 sobre o Canadá na semifinal desta terça-feira (9) em Nova Jersey, nos Estados Unidos. A atual campeã enfrentará o Uruguai ou a Colômbia no domingo (15) na Flórida, uma partida que pode representar a última chance de vários jogadores, como Ángel Di María e Nicolás Otamendi, conquistarem um título.

    Messi, aliás, empatou em quinto lugar na lista de artilheiros de todos os tempos da Copa América, empatado com o peruano Paolo Guerrero e o chileno Eduardo Vargas, com 14. O 109º gol pela Argentina também fez o craque do Inter Miami ultrapassar o iraniano Ali Daei e se tornar o segundo maior artilheiro por seleções. O argentino está atrás apenas de Cristiano Ronaldo, que marcou 130 gols por Portugal.

    “Não sei se foi a melhor partida, sempre há pontos positivos que tiramos delas, mas temos que deixar Messi em paz, a situação é semelhante à de Di Maria, e nunca seremos nós a fechar a porta, ele pode ficar com o nosso time pelo tempo que quiser. Se ele quiser se aposentar, mas ele vier e ficar por aqui, será ótimo. Se ele quiser vir comigo para outro lugar, eu o levarei para todos os lugares para que ele possa decidir o que quer fazer”, declarou o técnico da Argentina, Lionel Scaloni.

    “Precisamos encontrar uma maneira de expandir nosso grupo de jogadores, precisamos continuar a desafiar nosso grupo a se unir e ser capaz de atuar em momentos como este, mas, em geral, tivemos semanas maravilhosas juntos, e foi muito melhor do que qualquer um de nós poderia ter planejado. Ainda há muito trabalho a fazer, mas construímos uma base muito boa e estou realmente otimista sobre como o futuro pode ser”, falou o treinador do Canadá, Jesse Marsch.

    Produção: David Grip

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas