Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Acesso na Espanha é trunfo de Ronaldo para vender o Real Valladolid

    Após ter repassado o controle da SAF do Cruzeiro, Fenômeno também manifestou desejo de deixar o clube espanhol

    Ronaldo está no comando do Valladolid desde setembro de 2018
    Ronaldo está no comando do Valladolid desde setembro de 2018 Reprodução/Twitter Real Valladolid

    Leonardo GimenezTúlio Kaizerda Itatiaia

    Depois de anunciar publicamente que pretende vender o Real Valladolid, Ronaldo deu um passo importante rumo ao próximo passo da carreira como empresário. Nesse domingo (26), com a vitória sobre o Villarreal B, o time de Paulo Pezzolano conquistou o acesso à LaLiga e, naturalmente, se valorizou no mercado.

    No comando do Valladolid desde setembro de 2018, Ronaldo já viveu altos e baixos na gestão do clube espanhol. Em meio a dois rebaixamentos (2020/2021 e 2022/2023) e a dois acessos (2021/2022 e 2023/2024), o Fenômeno sofreu forte pressão da torcida, mas se manteve com 72% das ações.

    Inicialmente, Ronaldo adquiriu 51% das ações do Real Valladolid. Depois, o investidor comprou mais 31% da Sociedade Anónima Deportiva (SAD).

    Desejo de vender o Valladolid

    Há quase um mês, em 29 de abril, quando oficializou a venda da Sociedade Anônima de Futebol (SAF) do Cruzeiro para Pedro Lourenço, Ronaldo afirmou que “o Valladolid é o próximo”. Na ocasião, o Fenômeno indicou que quer deixar os investimentos relacionados ao futebol.

    Minha resposta vai ser curta: o Valladolid é o próximo. (…) Eu vou tirar esse restinho de vida sabático”, disse Ronaldo em coletiva na Toca da Raposa II, em Belo Horizonte.

    Na semana passada, conforme noticiado pela rádio Cadena SER, Ronaldo recebeu uma proposta da construtora INEXO para vender o Real Valladolid, mas recusou a oferta.

    A empresa espanhola ofertou a Ronaldo 28,7 milhões de euros (R$ 153,78 milhões) por 66% das ações. Nos anos seguintes à compra, a INEXO investiria 10 milhões de euros (R$ 55,32 milhões) para adquirir os 16,77% restantes. Caso o clube não subisse para a LaLiga, o valor cairia para 5 milhões de euros (R$ 27,66 milhões).

    Ronaldo, porém, estaria disposto a receber, no mínimo, 47,5 milhões (R$ 262,76 milhões) pelas ações do Valladolid. Em 2018, o Fenômeno pagou 30 milhões de euros por 51% do clube. Posteriormente, ele realizou novo aporte e adquiriu novas ações. Atualmente, o ex-jogador gere 82,77% dos negócios.

    Ronaldo mandou recado à torcida do Valladolid

    Gestor do Real Valladolid, Ronaldo mandou recado à torcida, na manhã desta segunda-feira (27), após o acesso à LaLiga. Com a vitória sobre o Villarreal B, por 3 a 2, o time comandado por Paulo Pezzolano retornou a elite do futebol espanhol.

    Por meio das redes sociais, o Fenômeno parabenizou a todos pela conquista do objetivo e disse que o momento é de intensa celebração.

    “Conseguimos, torcida. SOMOS DE PRIMEIRA! Estou muito orgulhoso de ver como o trabalho de todo o ano foi recompensado ontem. Este acesso é de TODOS, torcida, estafe, comissão técnica, jogadores. Todos conseguiram devolver a Pucela ao lugar que lhe corresponde. Agora, vamos celebrar e desfrutar. Voltamos, Real Valladolid!”, publicou.

    Ao vencer a equipe B do Villarreal dentro de casa, o Valladolid chegou aos 72 pontos e assumiu a liderança da LaLiga 2 a uma rodada do fim da competição. Terceiro colocado, o Eibar perdeu fora de casa para o Sporting Gijón, por 1 a 0, fora de casa, e permaneceu com 68. Desta forma, o Valladolid pode ser alcançado apenas pelo více-líder Leganés, que soma 71 pontos.

    Nesse domingo (26), os gols da vitória da equipe de Paulo Pezzolano, ex-técnico do Cruzeiro, foram marcados por Moro, no início do segundo tempo, e Meseguer Cavas e Sylla, ambos nos acréscimos, para virar o jogo no fim e garantir o acesso.

    Festa em Valladolid

    Após o apito final e a incrível virada, torcida, diretoria, comissão técnica e jogadores fizeram uma grande festa. Além de Ronaldo, também estiveram presentes o ex-zagueiro Paulo André e o ex-volante Elias, ambos membros do comitê executivo do Fenômeno.


    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original