Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Guardiola questiona dia a mais de folga para o Real antes da Champions 

    Enquanto a equipe de Carlo Ancelotti joga no sábado diante do Getafe, os ingleses enfrentam o Everton, no domingo

    Twitter/Manchester City

    da Itatiaia

    A poucos dias da partida com o Real Madrid, que vai definir um dos finalistas da Liga dos Campeões, o técnico Pep Guardiola, do Manchester City, reclamou, nesta sexta-feira (12), do calendário projetado para sua equipe neste final de semana, ao constatar que o gigante espanhol terá um dia a mais de descanso na preparação para o confronto de volta, que acontece na próxima quarta-feira, em Manchester.

    Enquanto a equipe de Carlo Ancelotti joga no sábado diante do Getafe, os ingleses enfrentam o Everton, no domingo.

    “Não entendo, mas tenho que me adaptar. Não posso lutar contra o calendário. É o que é”, disse Guardiola em entrevista coletiva.

    O treinador do City descartou qualquer segunda intenção ao colocar a sua equipe para jogar um dia depois do Real Madrid, mas deixou claro que essa decisão causa um certo desconforto diante de um rival tão poderoso.

    “Tenho certeza de que a entidade inglesa quer ajudar seus times. Eles não querem que fiquemos desconfortáveis, mas falo em relação ao horário. Você tem que se adaptar. Eu teria preferido jogar no sábado, é claro, mas o que devo fazer? Temos mais um dia de recuperação para o Everton, porém, vamos ter um dia a menos contra o Real Madrid”, comentou o treinador.

    Semifinalistas, Real Madrid e Manchester City protagonizaram um jogo bastante equilibrado no primeiro confronto realizado em Madri. O duelo terminou empatado em 1 a 1 com gols de Vinicius Junior e Kevin de Bruyne.

    Situação nos campeonatos nacionais

    Líder do Inglês com 82 pontos, o City tem o Arsenal literalmente na sua cola na classificação faltando três rodadas. Além disso, a equipe de Manchester tem ainda uma outra final garantida para disputar em junho: a Copa da Inglaterra.

    Na Espanha, o cenário desenhado é diferente. Campeão da Copa do Rei ao derrotar o Osasuña na semana passada, o Real é apenas o terceiro colocado no Campeonato Espanhol.

    Pior, o time merengue está 14 pontos atrás do líder Barcelona e vê com muita distância uma remota chance de tirar o título das mãos de seu maior rival.

    *Com Agências

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original