Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Palmeiras vence Cerro Porteño com dois gols de Artur e fim da seca de Rony

    Com a vitória no Paraguai, Alviverde encaminha classificação na Libertadores

    Artur comemora um dos gols do Palmeiras no Paraguai
    Artur comemora um dos gols do Palmeiras no Paraguai Christian Alvarenga/Getty Images

    Luccas Oliveirada CNNMateus Pinheiroda Itatiaia

    O Palmeiras conseguiu importante vitória por 3 a 0 sobre o Cerro Porteño, no Paraguai, pela Copa Libertadores. Os gols foram marcados por Artur (duas vezes) e Rony, que deu fim a uma seca de onze jogos sem marcar.

    O triunfo foi facilitado pela expulsão de Gabriel Baéz, do Cerro, logo aos 15 minutos do primeiro tempo, após entrada dura em Artur. Aos 33 minutos do segundo tempo, Richard Ríos, do Palmeiras, também recebeu o cartão vermelho, quando o placar já mostrava 3 a 0.

    Com a vitória no Paraguai, o Palmeiras praticamente garante a classificação para as oitavas de final da Libertadores 2023. O Alviverde chega aos nove pontos, mesmo número do Bolívar, que lidera o grupo C pelo saldo.

    O time paulista precisa de apenas um empate na próxima rodada, contra o Barcelona de Guayaquil, no Allianz Parque, para se garantir matematicamente na próxima fase.

    Como foi o jogo

    Aos 14 minutos, o jogo mostrava que poderia ser um duelo brigado quando Gabriel Baéz, do Cerro Porteño, foi expulso após carrinho em Artur. O árbitro mostrou o cartão vermelho após chamada do VAR. Com menos de 15 minutos, Carrizo teve que deixar o campo para entrada de Rivas, para recompor a defesa do time paraguaio.

    Não à toa, o jogo pegado entre as equipes não durou dez minutos. Galeano foi desarmado por Zé Rafael no meio-campo e serviu Rony na esquerda, no “dois contra um”. O camisa 10 rolou para Artur, que chegou batendo de esquerda, no ângulo. 1 a 0.

    Mesmo com um jogador a menos, o Cerro Porteño se portou como um time guerreiro, que tentava pelo menos o empate com a desvantagem numérica em campo. A criação da equipe de Abel Ferreira, no entanto, não parou.

    O Verdão voltou a marcar após roubada de bola na defesa, triangulação entre Menino, Dudu e Rony, que cruzou para a área e encontrou Artur livre para finalizar com um leve toque por cima do goleiro. 2 a 0.

    Mesmo com mexidas e chances para jovens como John John, o Palmeiras seguiu em cima, afinal, o saldo de gol importa em um grupo tão nivelado. Richard Ríos tocou para Luan, o zagueiro viu Rony fazer o facão por trás da defesa e encerrar jejum de 11 jogos sem marcar. Duas assistências e um gol para o camisa 10.

    Arbitragem confusa

    Se na primeira etapa a arbitragem irritou as duas equipes, na segunda não foi diferente. Com 3 a 0, o juiz viu lance similar de disputa ríspida, desta vez com Richard Ríos, e expulsou o colombiano que não tinha cartão amarelo. Lucena foi advertido com o amarelo.

    Ríos protegeu a bola com o braço e sofreu a falta do paraguaio. Na jogada, o árbitro acho que o atleta do Palmeiras deixou braço no rosto do adversário e o expulsou.

    Próximos compromissos

    Numa sequência de quatro jogos fora de casa, o Palmeiras viaja a Minas para encarar o Atlético-MG, pela 8ª rodada do Brasileiro. A partida está marcada para domingo (28), às 18h30.

    Às 19h do dia 31, “virando a chavinha” para a Copa do Brasil, o time visita o Fortaleza e tenta garantir a classificação após vitória na ida das oitavas de final por 3 a 0.

    Cerro Porteño-PAR 0 x 3 Palmeiras

    Cerro Porteño-PAR: Jean; Báez, Piris da Motta, Benítez, Patiño (Pedro Álvarez, 1min 2ºT); Aquino (Fariña, 24min 2ºT), Carrizo (Rivas, 15min 1ºT), Caballero (Bobadilla, 24min 2ºT), Lucena; Churín e Galeano. Técnico: Facundo Sava.

    Palmeiras: Weverton; Mayke, Luan, G. Gómez, Piquerez; Zé Rafael (Jailson, 30min 2ºT), Menino (John John, 14min 2ºT) e Raphael Veiga (Richard Ríos, 14min 2ºT); Dudu (Breno Lopes, 22min 2ºT), Rony (Flaco López, 30min 2ºT) e Artur. Técnico: Abel Ferreira.

    Gols: Artur (24min 2ºT) e (13min 2ºT); Rony (23min 2ºT), do Palmeiras.

    Cartões amarelos: Piris da Motta (32min 1ºT); Lucena (31min 2ºT), do Cerro Porteño-PAR; Piqueréz (39min 1ºT); Gustavo Gómez (10min 2ºT), do Palmeiras.

    Cartões vermelhos: Gabriel Baéz (14min 1ºT), do Cerro Porteño; Richard Ríos (31min 2ºT), do Palmeiras.

    Motivo: 4ª rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores.

    Data e horário: 24 de maio de 2023 (quarta-feira), às 19h (de Brasília).

    Local: Estádio General Pablo Rojas, no Paraguai.

    Árbitro: Andres Matonte-URU

    Auxiliares: Martín Soppi-URU e Nicolas Mendez-URU.

    Árbitro de vídeo: Andrés Cunha Soca-URU.