Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Euriquinho critica SAF do Vasco: “Maior assalto do futebol brasileiro”

    Filho de Eurico Miranda foi o convidado do Domingol com Benja

    Euriquinho fez críticas ao processo de venda do Vasco
    Euriquinho fez críticas ao processo de venda do Vasco Reprodução/CNN Brasil

    Da CNNda Itatiaia

    Euriquinho, filho de Eurico Miranda, foi o convidado do Domingol com Benja desta semana e fez duras críticas à gestão da SAF do Vasco. A equipe carioca foi goleada por 4 a 0 pelo Criciúma neste sábado (27).

    Mauricio Noriega questionou se a dívida do projeto olímpico do Vasco, idealizado pela gestão Eurico Miranda, prejudicou a situação financeira do clube. O conselheiro respondeu que não e afirmou ainda que esse tema foi apenas usado para facilitar a venda.

    “A dívida do projeto olímpico do Vasco foi um discurso criado para dizer que não havia solução para o clube. Isso, facilitou os irresponsáveis, para não dizer bandidos, a venderem o Vasco de uma maneira açodada e irresponsável”, afirmou.

    O filho do Eurico Miranda ainda fez mais críticas ao processo da venda.

    “O Vasco foi vendido sem que ninguém lesse o contrato. Ninguém sabe os termos do contrato, isso é um dos maiores absurdos do futebol brasileiro. Esse processo de venda do Vasco foi o maior assalto da história do futebol brasileiro”, completou.

    Euriquinho falou ainda sobre a confidencialidade do acordo.

    “Ninguém teve acesso ao contrato. Cinco pessoas têm acesso ao contrato na gestão do Pedrinho. Para ter acesso, você precisa assinar um documento em que você não pode falar sobre o que você leu. Ou seja, não adianta nada. O contrato foi feito para amordaçar as pessoas. O Vasco foi vendido com 15 pessoas lendo o contrato em partes, cada uma lia uma parte, e elas não podiam falar entre si”, contou.

    “Por conta desse discurso de que o Vasco estava falido, de que não tinha mais solução, as pessoas aceitavam qualquer coisa. O Vasco não estava morrendo. As mesmas dívidas que tinha, continua tendo. Depois que vendeu, ninguém pagou ninguém”, disse.

    A equipe da CNN Brasil entrou em contato com Pedrinho, presidente do Vasco, que optou por não se manifestar sobre as declarações.


    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas