Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Ídolo do Arsenal e da França revela ter sofrido depressão: “Chorava todos os dias”

    Thierry Henry falou em entrevista sobre os problemas de saúde mental que sofreu durante a carreira

    Thierry Henry trabalhando como comentarista no jogo Troyes x Paris Saint-Germain
    Thierry Henry trabalhando como comentarista no jogo Troyes x Paris Saint-Germain Johanna Geron/Reuters

    Da CNN

    Maior artilheiro da história do Arsenal e campeão do mundo com a França em 1998, o ex-atacante Thierry Henry revelou ter sofrido depressão ao longo de sua carreira.

    Em entrevista ao podcast Diary of a CEO, Henry atribui boa parte dos problemas de saúde mental à busca por aprovação, especialmente durante a sua infância, na qual cresceu sob rígida criação de seu pai, que basicamente criou o filho para ser jogador de futebol.

    “Ao longo da minha carreira, e desde que nasci, eu devo ter entrado em depressão. Se eu sabia disso? Não. Fiz algo a respeito? Não. Mas me adaptei de certa forma. O que não significa que eu sempre andei em linha reta, mas andei. Você precisa colocar um pé adiante, depois o outro, e andar. Foi isso o que eu ouvi desde pequeno”, afirmou o astro francês.

    Thierry Henry contou ao podcast um episódio de sua adolescência no qual sua equipe venceu uma partida por 6 a 0, com todos os gols marcados por ele. Após o jogo, diz o ex-atacante, seu pai fez observações apenas sobre os erros.

    “Você errou aquele domínio. Você errou aquele cruzamento”, afirmou Henry.

    O atacante pendurou as chuteiras em 2014 após uma carreira de sucesso com as camisas do Monaco, do Arsenal, do Barcelona e da Seleção Francesa. Após a aposentadoria, tornou-se treinador.

    No início de 2020, quando estava no comando do Montreal Impact, clube canadense da Major League Soccer, Henry diz ter sofrido com a pandemia de Covid-19.

    “Eu estava isolado no Canadá, e não poder ver meus filhos por um ano foi duro. As lágrimas vinham sozinhas. Por que eu não sei, mas talvez elas estivessem ali por muito tempo. Tecnicamente, não era eu, mas o Henry jovem chorando por tudo o que ele não teve: aprovação”, afirmou.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas