Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Iturbe, novo atacante do Grêmio, é apresentado e provoca: “Maior do sul”

    Atacante de 30 anos revela que quase jogou em Porto Alegre na infância

    Iturbe vai usar a camisa 21 no Grêmio
    Iturbe vai usar a camisa 21 no Grêmio LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

    Mauri Dornelesda Itatiaia

    O atacante Juan Manuel Iturbe, primeiro reforço da janela do meio do ano, foi apresentado pelo clube na tarde desta segunda-feira (10), no CT Luiz Carvalho, em Porto Alegre. O argentino naturalizado paraguaio, que estava no Aris, da Grécia, assinou com o Grêmio até o final deste ano, com possibilidade de renovação para 2024.

    Na primeira manifestação, o dirigente deixou claro a preferência de Iturbe pelo Tricolor durante a negociação. Segundo Antônio Brum, vice presidente de futebol, o jogador recebeu outras propostas, até mesmo com valores maiores do que os oferecidos pelo Grêmio, e mesmo assim decidiu vir a Porto Alegre. O motivo, o próprio paraguaio explicou em uma resposta em tom “apaixonado” pelo seu novo clube.

    “Por tudo o que significa jogar aqui, desde a primeira vez que me falaram do Grêmio me surpreendeu bastante e depois não queria escutar outras ofertas. Grêmio é Grêmio”, destacou o atacante.

    O Grêmio é o maior do sul.

    Iturbe, atacante do Grêmio

    O novo jogador gremista garantiu estar bem e preparado. O atleta ainda não foi regularizado no BID, mas previu sua estreia pelo Tricolor diante do Atlético, no próximo dia 22, na Arena, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

    “Tenho 30 anos mas me sinto jovem, me sinto bem, creio que a preparação sempre é importante. Ano passado tive muitos jogos, não tive nenhum problema, sempre tem que se preparar para render o máximo, isso estou fazendo estou trabalhando na parte física. Acredito contra o (Atlético) Mineiro pode ser, os papeis já estão chegando (para regularização)”, contou.

    O ponta-direita foi contratado pelo Grêmio para tentar resolver um dos pedidos do técnico Renato Portaluppi. Frequentemente, o treinador fala sobre a necessidade de ter um jogador de velocidade para atuar pelos lados.

    Com a incerteza de Suárez, por conta dos problemas no joelho, o jogador também foi perguntado sobre o posicionamento como centroavante. “Ainda não tive muita oportunidade de falar com o Renato. Irei falar com ele e ver onde posso contribuir. Como camisa 9 acho mais complicado, não tenho características para isso”, explicou.

    Iturbe ainda revelou que a relação com o Grêmio é antiga. Segundo o paraguaio, ele quase foi jogador do Tricolor quando tinha 14 anos, ainda no estádio Olímpico, quando estava no Cerro Porteño, mas por questões familiares, não ficou em Porto Alegre. “Eu conhecia o Olímpico, a Arena vi na Copa América contra o Brasil. Ontem vi a torcida o Grêmio, foi uma situação muito boa, quando era pequeno tinha essa vontade já de vestir a camisa do Grêmio”, revelou Iturbe.

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original