Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Lesionado, Salah não desiste de título com o Egito e poderá viajar 15.000 km; entenda

    Egípcio voltará a Liverpool para tratar lesão, mas pode retornar à Copa Africana de Nações

    Mohamed Salah terá que voltar à Inglaterra para tratar lesão
    Mohamed Salah terá que voltar à Inglaterra para tratar lesão Visionhaus.Getty Images

    Ben Churchda CNN

    Mohamed Salah retornará ao Liverpool depois de sofrer uma lesão na Copa Africana de Nações, mas o capitão do Egito poderá embarcar em um voo de volta à Costa do Marfim caso seu país se classifique para as semifinais do torneio.

    De acordo com comunicado de seu clube, o Liverpool, Salah sofreu uma lesão muscular durante a partida dos egípcios contra Gana, na última quinta-feira (18), e deve retornar à Inglaterra para receber tratamento depois de assistir ao jogo contra Cabo Verde, nesta segunda (22).

    A extensão da lesão de Salah é desconhecida, mas o Egito disse que espera “contar com ele nas semifinais” caso o time chegue tão longe sem ele. Os Faraós se classificarão para o mata-mata se conquistarem uma vitória no último jogo do grupo. Em seguida, jogariam as oitavas e as quartas de final sem Salah.

    “Não importa o tempo que ele esteja afastado, acho que provavelmente todo mundo percebe que faz sentido ele fazer a reabilitação conosco ou com nosso pessoal”, disse o técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, neste domingo (21), após a vitória de seu time por 4 a 0 contra o Bournemouth, pela Premier League.

    Quando questionado se achava que Salah estaria em condições de voltar à seleção para o torneio na Costa do Marfim, Klopp disse: “Não sou médico. Eu diria que se o Egito se classificar para a final e ele estiver apto antes da final, provavelmente sim. Por que não? Tenho certeza que a Costa do Marfim é um país maravilhoso, mas não temos gente nossa lá e o pessoal deles tem que cuidar dos jogadores que estão jogando, então vamos ver.”

    Salah nunca venceu a Copa Africana de Nações pelo seu país, mas esteve perto em 2021, quando o Egito perdeu a final para Senegal nos pênaltis. Ele também terminou como vice-campeão em 2017, quando seu país perdeu por 2 a 1 para Camarões na decisão.

    “Ganhei tudo o que era possível, mas ainda não venci pela seleção”, disse Salah.

    “Isso vai acontecer de alguma forma, é nisso que acredito, e tudo no que acreditei eu consegui. Então, mais cedo ou mais tarde, isso acontecerá.”

    Se este for o seu ano, Salah certamente terá que trabalhar duro para isso. Há aproximadamente 5.300 km entre Liverpool e Abidjan, onde o Egito enfrenta Cabo Verde nesta segunda-feira, o que significa que o jogador de 31 anos poderá voar mais de 15.000 km para ajudar seu país a conquistar o oitavo título continental.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original