Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Novak Djokovic acusa torcida de Wimbledon de desrespeito: “Não podem me tocar”

    Sérvio venceu Holger Rune com parciais de 6-3, 6-4 e 6-2. Torcida entoou gritos semelhante a vaias

    Novak Djokovic se dirige à multidão em sua entrevista pós-jogo na quadra central
    Novak Djokovic se dirige à multidão em sua entrevista pós-jogo na quadra central Mike Egerton/PA

    Ben Churchda CNN

    Novak Djokovic teve outro desempenho impressionante em Wimbledon nesta segunda-feira (8), chegando às quartas de final. Só que o 24 vezes campeão do Grand Slam não estava feliz após sua vitória.

    O sérvio levou pouco mais de duas horas para vencer Holger Rune com parciais de 6-3, 6-4 e 6-2, mas ficou irritado com setores da multidão que torciam por seu adversário dinamarquês. Durante toda a partida, os espectadores puderam ser ouvidos gritando “Ruuuuune” em apoio ao número 15 do mundo, um canto que soa semelhante a vaias.

    “A todos os torcedores que têm respeito e ficaram aqui esta noite, muito obrigado do fundo do meu coração. Agradeço isso”, disse Djokovic em entrevista pós-jogo. “E para todas aquelas pessoas que optaram por desrespeitar um jogador – neste caso, eu – tenham uma boa noite.”

    Quando o entrevistador na quadra sugeriu que os fãs estavam apenas gritando por Rune, em vez de vaiar, Djokovic dobrou a aposta. “Eu não aceito isso. Não. Eu sei que eles estavam torcendo por Rune, mas isso é uma desculpa para vaiar também. “Escute, estou em turnê há mais de 20 anos, então acredite em mim, eu conheço todos os truques. Eu sei como funciona. Está tudo bem, está tudo bem. Concentro-me nas pessoas respeitosas, que têm respeito, que pagaram o ingresso para vir assistir esta noite, e amam o tênis e apreciam os jogadores e o esforço que os jogadores colocam aqui. “Já joguei em um ambiente muito mais hostil, acredite. Vocês não podem me tocar”,

    Não é a primeira vez que Djokovic fica irritado com a torcida após uma partida contra Rune. No Aberto dos Estados Unidos de 2021, a mesma situação ocorreu quando Djokovic ficou confuso com o que considerou serem vaias da multidão. Após a derrota de segunda-feira, Rune disse que foi bom ouvir a torcida cantar seu nome e disse que seu oponente se enganou novamente. “Se você não sabe o que está acontecendo, provavelmente soou como ‘boo’, mas era meu nome”, disse Rune. “Mas [Djokovic] jogou tantas partidas desde a última vez que provavelmente não se lembrava.”

    DApesar de ter ficado insatisfeito com parte da multidão na segunda-feira, Djokovic conseguiu manter a calma e despachar um Rune abaixo da média. Em alguns momentos, Djokovic parecia prejudicado por um problema de estômago, mas conseguiu se livrar dele e chegar à sua 15ª quartas de final em Wimbledon. Apesar de ter sido submetido a uma cirurgia a uma ruptura do menisco no mês passado, o jogador de 37 anos parece estar em grande forma enquanto vislumbra aquele que seria o seu sétimo título em Wimbledon.

    Ele enfrentará Alex de Minaur, da Austrália, na quarta-feira (10), por uma vaga nas semifinais. “Alex [de Minaur] é um dos jogadores mais rápidos, senão o mais rápido, do Tour. Mas ainda estou gostando da minha corrida aos 37 anos. Estou ansioso pela partida”, acrescentou Djokovic.

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original