Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    ‘Fiz surfe conservador’, diz Ítalo Ferreira sobre medalha de ouro nas Olimpíadas

    Surfista brasileiro subiu no primeiro lugar do pódio ao superar o japonês Kanoa Igarashi na final da modalidade nas Olimpíadas de 2020

    Da CNN, em São Paulo

    Ítalo Ferreira, o primeiro campeão olímpico da história do surfe, classificou sua atuação como conservadora na prova que deu o ouro ao Brasil.

    O brasileiro alcançou o feito na madrugada desta terça-feira (27) e subiu no primeiro lugar do pódio ao superar o japonês Kanoa Igarashi na final da modalidade nas Olimpíadas de 2020, realizada na praia de Tsurigasaki, por 15,14 a 6,60.

    Na bateria decisiva, o surfista deu um show de manobras, mesmo após ter sua prancha quebrada logo no começo da bateria.

    “Realmente, eu não contava aquilo. E, se tivesse voltado, já teria uma nota muito boa de início, mas acabei pegando outra prancha, que não era tão legal. A prancha que eu quebrei era a melhor que eu tinha no momento”, contou Ítalo, após a prova.

    Nascido em Baía Formosa, no Rio Grande do Norte, Ítalo tem 27 anos e firma cada vez mais o nome dele na história do surfe.

    “Fiz até um surfe até conservador, diferente do que eu estava fazendo, acabei errando um aéreo na final, mas não estava precisando dele também.”