Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    “Prova de que Deus não existe”, diz Megan Rapinoe sobre lesão em despedida

    Lenda do futebol feminino se lesionou nos primeiros minutos do último jogo de sua carreira

    Megan Rapinoe se despediu do futebol no últimno fim de semana
    Megan Rapinoe se despediu do futebol no últimno fim de semana Brad Smith/ISI Photos/Getty Images

    Maria Fernanda Ramosda Itatiaia

    Megan Rapinoe, lenda do futebol feminino, causou polêmica nas redes sociais. Durante entrevista coletiva após o último jogo de sua carreira, no sábado (11), a agora ex-jogadora afirmou que a lesão que sofreu no início da partida é uma prova de que Deus não existe.

    Rapinoe, de 38 anos, que atuava pelo OL Reign, precisou deixar o campo nos primeiros minutos de sua despedida dos gramados, contra o Sky Blue Football Club, pela final da Liga de Futebol Feminino dos Estados Unidos. Uma das suspeitas é de que a ex-atleta teria rompido o tendão de Aquiles.

    Não sou uma pessoa religiosa nem nada, mas se Deus existe, esta é a prova de que não existe

    Megan Rapinoe

    A fala da ex-jogadora não foi bem recebida e causou grande repercussão nas redes sociais. Rapinoe deixa o futebol sendo bicampeã mundial pela Seleção dos Estados Unidos, em 2015 e 2019 (ano em que ganhou a Bola de Ouro).

    Além de ser uma das lendas do futebol feminino, ela é ativista pelos direitos da comunidade LGBTQIA+, pela igualdade de gênero e outras causas sociais.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas