Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Salah fala sobre Gaza em mensagem de Natal: “Não se acostumem com o sofrimento”

    Atacante egípcio se posicionou nas redes sociais

    Atacante egípcio Mohamed Salah, do Liverpool
    Atacante egípcio Mohamed Salah, do Liverpool 20/12/2023REUTERS/Molly Darlington

    Por Hatem Maher, da Reuters

    O atacante egípcio Mohamed Salah, do Liverpool, disse nesta segunda-feira que as famílias que estão em luto por causa de seus entes queridos na Faixa de Gaza não devem ser esquecidas, ao emitir uma mensagem de Natal em que tocou no tema da guerra no enclave pela segunda vez.

    Salah postou uma foto de uma árvore de Natal em preto e branco em suas páginas nas redes sociais, dizendo que ele está curtindo o Natal com um sentimento pesado por conta dos conflitos na Faixa de Gaza.

    Veja o posicionamento de Salah

    A região está sob intenso bombardeio de Israel desde que militantes do Hamas lançaram um ataque em solo israelense no dia 7 de outubro.

    Israel diz que militantes do Hamas mataram 1.200 pessoas e tomaram 240 reféns durante o ataque. Os contínuos ataques aéreos israelenses contra a Faixa de Gaza já mataram mais de 20.400 pessoas e feriram pelo menos 50 mil, de acordo com autoridades do enclave, que é governado pelo Hamas.

    Com a brutal guerra ocorrendo no Oriente Médio, especialmente a morte e destruição em Gaza, este ano estamos celebrando o Natal com o coração pesado e compartilhamos a dor daquelas famílias que estão enlutadas pela perda de seus entes queridos

    Mohamed Salah, atacante do Liverpool

    “Por favor, não os esqueçam e não se acostumem com o sofrimento deles. Feliz Natal”, escreveu o jogador aos seus mais de 63 milhões de seguidores no Instagram e quase 19 milhões na plataforma X.

    Salah fez “doação significativa”

    Salah foi criticado no Egito depois de ficar calado sobre o assunto por mais de uma semana após o início da guerra, com muitos torcedores comparando a opção dele à de outras personalidades árabes do esporte, que foram mais enfáticas em seus posicionamentos.

    Autoridades do Crescente Vermelho do Egito afirmaram em outubro, contudo, que Salah fez uma “doação significativa” para ajudar as pessoas na Faixa de Gaza.

    Apelo para ajuda humanitária

    Em outubro, Salah pediu o fim do que descreveu como “massacres”, apelando para que ajuda humanitária pudesse entrar no enclave.

    O jogador de 31 anos é um dos artilheiros do Campeonato Inglês nesta temporada, com 12 gols marcados em 18 jogos. Ele ainda deu sete assistências.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas