Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Santos é rebaixado pela primeira vez na história após derrota para o Fortaleza

    Clube cai para a Série B em primeiro ano sem Pelé

    Dodô lamenta derrota do Santos que rebaixou o clube pela primeira vez na história
    Dodô lamenta derrota do Santos que rebaixou o clube pela primeira vez na história REINALDO CAMPOS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Ana Cristina Schwambachda CNNMarcel Rizzoda Itatiaia

    O Santos vai jogar a Série B pela primeira vez em sua história. A derrota por 2 a 1 para o Fortaleza nesta quarta-feira (6), na Vila Belmiro, decretou o rebaixamento do clube santista. Marinho e Lucero, pelo Fortaleza, e Messias, pelo Santos, fizeram os gols da partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

    Além da derrota para o Fortaleza, seus dois adversários diretos, Vasco e Bahia, venceram na rodada. Com a combinação de resultados, o Santos terminou o Campeonato Brasileiro na 17ª posição com 43 pontos. O Fortaleza, com 54 pontos, acabou em 10º, com vaga na Copa Sul-Americana de 2024.

    O apoio da torcida, neste jogo e nos últimos meses, apesar das péssimas atuações e do risco de queda, não foi suficiente para evitar o desastre. Nesta quarta muitos torcedores receberam o elenco com festa antes do confronto, mas o choro foi recorrente ao apito final de Leandro Pedro Vuaden, com objetos arremessados e invasão de campo.

    A morte de Pelé

    O Rei Pelé morreu em 29 de dezembro de 2022. Menos de um ano depois, o Santos é rebaixado, algo inimaginável nos anos em que o camisa 10 brilhava no gramado da Vila Belmiro e mundo afora.

    A CBF fez diversas homenagens ao Rei no Brasileiro, com minuto de silêncio e respeito nos minutos dez de cada partida. Só não imaginava, claro, que justamente no primeiro Brasileiro sem Pelé o Santos cairia.

    A lei do ex

    E o gol que decretou a queda teve a lei do ex, aquela que diz que alguém que já vestiu sua camisa vai marcar contra você. Marinho, destaque na campanha do vice-campeonato da Libertadores de 2020, deixou o Peixe no início de 2022, foi para o Flamengo, e hoje está no Fortaleza.

    E foi dele o gol, aos 38 minutos do primeiro tempo, em um lance que representa toda a péssima campanha santista no Brasileiro: um escanteio ofensivo, no rebote Pochettino ficou com a bola e lançou Marinho, percebendo, talvez, que não havia cobertura.

    O atacante entrou livre na área e só deslocou João Paulo. Marinho comemorou com o tradicional gesto de mão no ouvido, pedindo mais vaias, as mesmas que ouviu antes de a bola rolar.

    Messias deu esperança

    Marcos Leonardo, que havia tido problemas de comportamento ao se atrasar em um treino, foi titular. Soteldo, outro importante nome, também. Mas ninguém conseguiu produzir com eficiência, algo que foi corriqueiro em 2023.

    O técnico Marcelo Fernandes fez trocas ainda no primeiro tempo, após levar o gol e com notícias ruins chegando do Rio e de Salvador.

    Mas foi um zagueiro, Messias, de cabeça, no começo do segundo tempo, quem deu esperança da virada, que salvaria o time, ao marcar de cabeça após um cruzamento de escanteio. A Vila explodiu, com vários torcedores focados pela imagem da transmissão oficial chorando muito.

    A virada, porém, jamais chegou, e o time ainda viu Lucero marcar, quase do meio de campo, após saída errada desesperada de João Paulo, aos 50 minutos do segundo tempo.

    Santos 1 x 2 Fortaleza

    Santos

    João Paulo; Lucas Braga, Messias, João Basso e Dodô (Lucas Lima); Tomás Rincón (Nonato), Gabriel Inocêncio e Jean Lucas (Maxi Silvera); Soteldo, Julio Furch (Wesley Patati) e Marcos Leonardo. Técnico: Marcelo Fernandes.

    Fortaleza

    João Ricardo; Tinga, Benevenuto, Titi e Bruno Pacheco; Zé Welison (Lucas Crispim), Pochettino (Lucas Sasha) e Calebe (Yago Pikachu); Marinho (Pedro Augusto), Lucero e Guilherme (Machuca). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

    Gols
    Messias (12min2ºT) para o Santos
    Marinho (38min1ºT), Lucero (50min2ºT) para o Fortaleza

    Cartões Amarelos
    Dodô, Gabriel Inocêncio (Santos); Pochettino, Zé Welison (Fortaleza)

    Público: 14.130 presentes

    Renda: R$ 708.607,50

    Motivo: 38ª rodada do Campeonato Brasileiro 2023

    Data e horário: 6 de dezembro de 2023 (quarta-feira), às 21h30 (de Brasília)

    Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

    Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

    Auxiliares: Bruno Boschilia (Fifa/PR) e Michael Stanislau (RS)

    Árbitro de vídeo: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (Fifa/RN)


    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original