Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Tiago Leifert se desculpa após declaração sobre morte de torcedora do Palmeiras

    Jornalista havia dito que palmeirense teria participado da confusão no sábado (8), durante Palmeiras x Flamengo

    Tiago Leifert se desculpou após fazer comentário sobre a morte de torcedora do Palmeiras
    Tiago Leifert se desculpou após fazer comentário sobre a morte de torcedora do Palmeiras Reprodução

    Mateus Moreirada Itatiaia

    O jornalista Tiago Leifert se desculpou após declaração sobre o falecimento de uma torcedora do Palmeiras, ferida no último sábado (8) do lado de fora do Allianz Parque enquanto o time alviverde enfrentava o Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro.

    Durante o “3 na Área”, programa em que participa ao lado de Fui Clear, no YouTube, Leifert afirmou que a torcida do Palmeiras teria iniciado o confronto com os rivais, que a vítima era da Mancha Verde e estava envolvida na confusão.

    Após o comentário, Leifert utilizou de suas redes sociais para publicar um vídeo como forma de retratação. “Antes que tome uma proporção maior que merece eu quero pedir desculpas por um erro que cometi hoje no ‘3 na Area’, um erro de informação”, disse.

    “Um erro baseado nos relatos de quem estava ali, de Polícia Militar e imprensa e que agora de tarde, horas depois, a gente sabe com mais detalhes o que aconteceu”, explicou.

    O jornalista relembrou a declaração realizada na manhã desta segunda-feira (10) e se retratou após ter acesso ao Boletim de Ocorrência do caso.

    “Eu tinha dito que a torcedora que faleceu, que foi assassinada na verdade, é o termo correto, que ela estava no confronto do portão A, que aconteceu durante o jogo. A gente teve acesso ao BO (boletim de ocorrência), li o BO agora há pouco e ela estava próxima ao portão D, portão visitante”, afirmou.

    “Voou uma garrafa na direção da torcida organizada do Palmeiras, atingiu ela no pescoço. Peço desculpas. Ela não estava no confronto do (portão) A. O confronto foi durante o jogo, foi feio, mas ela já tinha sido atingida. Foi atingida antes do início do jogo no portão D, então peço desculpas”, completou.

    Apesar da retratação nas redes sociais, Tiago Leifert reforçou suas críticas às torcidas organizadas e a violência presente nos estádios. “A gente precisa conversar sobre organizada, sobre o que está acontecendo nos estádios. Isso não gera comoção”.

    “Eu não estava espalhando fake news, era uma informação errada, vocês me desculpem, não é fake news não. Ela era de uma organizada, a menina que faleceu. Não muda o fato, não muda a tragédia que é e mesmo que ela tivesse provocando, batendo tambor, cantando, não muda nada. Veio uma garrafa do outro lado e matou ela”, concluiu.