Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Veja qual foi a dieta de Ramon Dino para o Mr. Olympia

    Atleta do Acre já participou de três edições do maior campeonato de fisiculturismo do mundo

    Da CNN

    Ramon Dino foi o 2º colocado do Mr. Olympia 2023, maior campeonato de fisiculturismo do mundo, na categoria Classic Physique. O brasileiro ficou atrás apenas do canadense Chris Bumstead. Esta foi a terceira participação do atleta do Acre no torneio.

    A estreia de Ramon Dino foi em 2021, quando ficou em quinto lugar na categoria. Já no ano passado, o topo do pódio foi o mesmo deste ano: “Cbum”, como é conhecido o atleta canadense, campeão, e o “Dinossauro do Acre”, como é apelidado o brasileiro, ficou com o vice.

     

     

    A dieta de um atleta de alto nível do fisiculturismo pode variar de acordo com o tempo restante para o campeonato, estratégia da equipe, necessidades, metabolismo, forças e fraquezas de cada competidor, entre outros fatores.

    Semanas antes da estreia de Ramon Dino no Mr. Olympia de 2021, o atleta revelou ao canal do fisiculturista Renato Cariani como estava a alimentação 21 dias antes do torneio e compartilhou um dia completo da dieta naquele fase de preparação.

    A alimentação de um atleta de alto nível perto de uma competição é restritiva e feita especificamente para as necessidades individuais e rotina de treinos dele, além de ser acompanhada por médicos e profissionais. Não é recomendado que essa dieta seja aplicada por amadores ou não atletas sem auxílio de especialistas.

    Veja a dieta completa de Ramon Dino:

    • 9:00 – 5 ovos inteiros e 3 fatias de pão com geleia sem açúcar
    • 12:00 – 200g de frango e vegetais
    • 15:00 – 300g de carne
    • 18:00 – 300g de macarrão e 200g de peixe
    • 21:00 – 250g de frango
    • 00:00 – 1 hambúrguer grande e 1 porção grande de batata frita (não todo dia, de vez em quando, de acordo com a estratégia)

    Ao longo do dia, o atleta também ingeria refrigerante zero açúcar e suco. Para Ramon Dino, a alimentação é a parte mais difícil. Em entrevista ao Flow Podcast, o atleta revelou que prefere os treinos a ter de se privar de comer doces.

    “Eu gosto de comer muita besteira. Balas, chocolate nem tanto, mas tudo o que é besteira, coisa de padaria, quando eu posso, meu amigo… Quando você não pode, você fica com mais vontade ainda”, contou.


    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas