Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Vítima recusar indenização não interfere no processo, diz advogado sobre caso de Daniel Alves

    Pierpaolo Bottini concedeu entrevista à CNN neste domingo (22); jogador segue detido na Espanha

    Letícia BritoLucas Schroederda CNN

    em São Paulo

    O advogado criminalista Pierpaolo Bottini afirmou, em entrevista à CNN neste domingo (22), que a decisão da mulher que acusa o jogador Daniel Alves de estupro de recusar uma indenização não interfere no caso que envolve o atleta.

    “Uma vez que o processo penal tem início, não se pode, com dinheiro, pará-lo”, explicou Bottini.

    O advogado informou que o tempo de prisão preventiva na Espanha varia entre seis meses e dois anos. Na avaliação do especialista, a possibilidade de fuga do jogador pode ter influenciado a juíza do caso a detê-lo.

    Segundo Bottini, caso Daniel Alves seja condenado, ele poderá descontar o tempo preso preventivamente da pena.

    O advogado ainda encorajou mulheres vítimas de agressão sexual a denunciarem seus agressores. “Quanto mais cedo isso ocorrer, mais fácil a coleta de provas e a solução do caso”.

    Veja a íntegra da entrevista no vídeo acima.