Cópia de primeira edição de ‘Frankenstein’ é vendida por US$ 1,17 mi em leilão

Livro em três volumes foi um dos 500 originalmente impressos anonimamente pela autora Mary Shelley em 1818

Cópia da primeira edição de "Frankenstein", de 1818, foi vendida por US$ 1,2 milhões em leilão
Cópia da primeira edição de "Frankenstein", de 1818, foi vendida por US$ 1,2 milhões em leilão Christie's

Kaanita Iyerda CNN

Ouvir notícia

Uma cópia da primeira edição do romance clássico “Frankenstein” foi vendida por US$ 1,17 milhão (R$ 6,19 milhões) em um leilão recente em Nova York.

A Christie’s, que realizou o leilão, estimou que o livro custaria de US$ 200 mil a US$ 300 mil. Mas, ao ser arrematado por um valor ao menos quatro vezes maior, o livro bateu um recorde: foi o valor mais alto já pago por uma obra publicada por uma mulher, de acordo com a publicação especializada Fine Books Magazine.

A cópia foi uma das 500 originalmente impressas anonimamente pela autora inglesa Mary Shelley em 1818. Possui três volumes e mantém ainda a capa dura original.

Cópia da primeira edição de "Frankenstein", de 1818, foi vendida por US$ 1,2 milhões em leilão
Detalhe da edição de 1818 leiloada / Christie’s

A edição inclui também um prefácio do marido de Mary, o poeta Percy Shelley, e uma dedicatória a seu pai, William Godwin, jornalista e filósofo político. A cópia é a primeira a ser leiloada desde 1985.

O clássico da literatura conta a história de um cientista que traz um cadáver de volta à vida, criando uma criatura que se rebela.

Mais Recentes da CNN