Lady Gaga exibe estilo luxuoso dos anos 90 no trailer de ‘Casa Gucci’

Na Itália em 1995, o filme biográfico centra-se na história de Patrizia Reggiani, uma socialite italiana acusada de tramar a morte do marido, herdeiro da Gucci

Leah Dolan, da CNN

Ouvir notícia

 

No novo trailer de Casa Gucci, de Ridley Scott, Lady Gaga caminha por uma rua lateral italiana envolta em peles e pingando ouro. “Era um nome que soava tão doce”, diz ela em voz baixa, “tão sedutor”.

Passado na Itália em 1995, o filme biográfico da moda centra-se na história de Patrizia Reggiani, uma socialite italiana interpretada por Gaga, que depois de se casar com a realeza da moda, foi condenada a 29 anos de prisão por tramar o assassinato do marido Maurizio Gucci (Adam Driver), herdeiro do império Gucci.

É uma história familiar e irresistível de riqueza, traição, sogros complicados e assassinato. O filme que será lançado nos cinemas dos Estados Unidos em 24 de novembro – baseado no livro “A Casa de Gucci: Uma História Sensacional de Assassinato, Loucura, Glamour e Ganância” (sem edição em português), de Sara Gay Forden – investiga “o que um nome significa, o que vale a pena e até onde uma família irá pelo controle”, de acordo com o estúdio de produção Universal Pictures.

Lady Gaga
Lady Gaga
Foto: Divulgação/MGM

Casacos de pele, amarrações de joias, ternos perfeitamente ajustados e trajes alpinos chiques dominam o novo trailer. Enquanto Gaga parece vestida para matar, graças ao trabalho da figurinista Janty Yates, alguns membros do elenco de estrelas estão irreconhecíveis.

Jared Leto envelheceu drasticamente e ostenta uma linha fina recuada e próteses faciais substanciais para ajudar a incorporar o empresário italiano independente e ex-vice-presidente da Gucci, Paolo Gucci. Al Pacino interpreta Aldo Gucci, filho de Guccio Gucci, o fundador da marca de luxo.

Adam Driver
Adam Driver
Foto: Divulgação/MGM

De acordo com a Variety, Yates teve acesso total ao arquivo da Gucci para criar looks para o elenco das estrelas, mas a moda em exibição parece ir muito além da marca Gucci. As primeiras cenas revelam uma mistura de moda vintage e contemporânea pronta para vestir de designers como Sandro, Max Mara e Burberry.

Reggiani e Gucci foram um dos primeiros e mais queridos casais de celebridades da Itália durante as décadas de 1970 e 1980. A dupla ainda tinha uma placa de matrícula personalizada feita de sua mala: “Maurizia”.

O assassinato de Maurizio Gucci se tornou o escândalo da década de 1990, e os motivos potenciais de sua esposa intempestiva cativaram um país inteiro. Agora, a fatídica rivalidade da moda foi ressuscitada para o benefício de um público global.

(Texto traduzido. Leia o original em inglês).

Mais Recentes da CNN