Relíquias egípcias usadas como estátuas de jardim são vendidas por US$ 265 mil

Casa de leilão acreditava que as estátuas eram réplicas feitas no século 18, mas elas foram criadas há milhares de anos

Galeria de arte internacional comprou as duas estátuas
Galeria de arte internacional comprou as duas estátuas Mander Auctions/Divulgação

Amy Woodyattda CNN

Ouvir notícia

Um par de estátuas de pedra esculpidas usadas como ornamentos de jardim foi vendido por mais de 195 mil libras (US$ 265.510 ou R$ 1.469.146, na cotação atual) depois que foi revelado que elas eram antigas relíquias egípcias que datam de milhares de anos, disse uma casa de leilões.

Os artefatos foram adquiridos de um jardim em Sudbury, Suffolk, no leste da Inglaterra. A Mander Auctioneers, que cuidou da venda, afirmou que foi contatada por uma família que procurava se livrar dos itens de sua antiga casa antes de se mudarem.

As estátuas “fortemente envelhecidas”, usadas para decorar um pátio com jardim até o mês passado, foram compradas por “algumas centenas de libras” em outro leilão 15 anos atrás, e acreditava-se que elas eram réplicas do século 18 de relíquias egípcias antigas, de acordo com a casa de leilões.

Uma estátua até teve sua cabeça recolocada com cimento por um construtor local sob as instruções dos proprietários anteriores, disse o leiloeiro James Mander à CNN nesta terça-feira (12).

Estátuas Egito
Uma das estátuas chegou a ser arrumada a pedido dos donos / Mander Auctions/Divulgação

“Nós realmente não os questionamos e as colocamos [em leilão] por 300 a 500 libras (US$ 410 a US$ 680, ou R$ 2.268 a R$ 3.762)”, disse Mander. “E então o leilão enlouqueceu”, disse ele.

O leilão de sábado (100 começou em 200 libras, mas em 15 minutos quatro licitantes por telefone e vários compradores pela internet aumentaram o preço final para 195 mil libras, além de uma taxa adicional de 24%, com uma galeria de arte internacional fazendo o lance final.

“A opinião era de que as estátuas eram exemplares genuínos do antigo Egito, que de alguma forma passaram pela história recente como cópias do século 18”, disseram leiloeiros em um comunicado.

Estátuas Egito
Origem das peças está sendo pesquisada, segundo leiloeiro / Mander Auctions/Divulgação

Mander disse que, no século 18, o Grand Tour, uma tradição de jovens ricos, envolvia os ingleses viajarem pela Europa, comprando itens. “E presumimos que elas eram itens do Grand Tour do século 18”, afirmou Mander à CNN.

“Acontece que elas têm milhares de anos e são genuínas. Então, é realmente incrível”, disse ele, acrescentando que a notícia da venda final estava “além da compreensão” para os surpreendidos proprietários anteriores.

Mander disse que um trabalho está sendo feito para rastrear a proveniência das estátuas, e que ele não pode colocar uma data exata nos artefatos ainda.

“Eu me pergunto onde elas estiveram nos últimos 5 mil anos. É realmente incrível”, disse ele.

(Este texto é uma tradução. Para ler o original, clique aqui)

Mais Recentes da CNN