‘Superfãs’ da realeza do Japão se decepcionam com casamento discreto de princesa

'A família real é como uma divindade para mim – estou sempre orando por sua saúde e felicidade', disse uma seguidora da família imperial japonesa à CNN

A família imperial japonesa tornou-se objeto de devoção de alguns cidadãos
A família imperial japonesa tornou-se objeto de devoção de alguns cidadãos Issei Kato/Reuters

Oscar HollandSelina WangEmiko JosukaJunko Ogurada CNN

Ouvir notícia

No que diz respeito aos casamentos reais, o casamento entre a agora ex-princesa Mako do Japão e seu namorado da faculdade, Kei Komuro, foi extremamente discreto.

Em meio ao ceticismo do público sobre a união, que viu a sobrinha do imperador abrir mão de seu título para se casar com um plebeu, eles se tornaram o primeiro casal real a renunciar aos ritos matrimoniais tradicionais na história do país. Despojado da pompa usual, as núpcias aconteceram a portas fechadas em um cartório em Tóquio, antes que a dupla aparecesse brevemente para mídia em um hotel próximo.

Mas a cerimônia moderada pouco fez para diminuir o entusiasmo da superfã declarada da realeza, Fumiko Shirataki. Depois de esperar horas pelo evento para a imprensa na terça-feira (26), apenas para dar uma olhada no casal, ela agora adicionará as fotos do dia a uma vasta coleção pessoal contendo dezenas de milhares de imagens.

“A família real é como uma divindade para mim – estou sempre orando por sua saúde e felicidade”, disse ela à CNN nos dias que antecederam o casamento.

A superfã da realeza, Fumiko Shirataki, compartilha fotos de sua vasta coleção / Junta Ishikawa/CNN

Com 81 anos, Shirataki tem perseguido a família real em aparições oficiais e compromissos privados há quase 30 anos. Enquanto as fotos de sua própria família são armazenadas em álbuns de fotos, as imagens da realeza têm um lugar de destaque nas paredes de sua casa em Kawasaki, na província de Kanagawa.

Shirataki disse que até seguiu o atual imperador Naruhito e sua esposa, a imperatriz Masako, em caminhadas nas montanhas.

Na verdade, foi Masako, a tia de Mako, quem primeiro despertou a obsessão imperial de Shirataki.

Shirataki cumprimenta a então imperatriz japonesa Michiko em 21 de janeiro de 2019 / Issei Kato/Reuters

“Eu inicialmente comecei a perseguir a realeza porque eu realmente queria tirar uma foto perfeita da então princesa Masako”, disse ela. “Eu queria capturá-la no centro do enquadramento quando ela saísse do carro, mas continuei filmando apenas na frente ou na traseira do carro, então estava determinada a continuar tentando até conseguir aquela foto.

“Eu amo seguir as roupas e escolhas de moda de Masako”, acrescentou Shirataki. “Ela tem um andar tão elegante e é uma pessoa tão legal – eu queria capturá-la por completo. Eu lentamente fui fisgada por ela com o tempo.”

Emoções conflitantes

O senso de estilo da família imperial também atraiu a entusiasta Yoko Endo. No início deste mês, ela esperou horas para ver Mako enquanto declarava formalmente seu casamento ao imperador e à imperatriz.

“Fico maravilhada com a moda, os gestos, a graça das damas da família imperial”, disse ela na época. “É tão diferente para a pessoa comum.”

Endo tem seguido a ex-princesa Mako nos últimos 8 anos, às vezes esperando por horas para “apenas ter um vislumbre dela por alguns segundos”.

“É tão fugaz, mas mesmo isso me deixa muito feliz”, disse ela, acrescentando: “Sinto que estou perdendo uma filha. Tenho mais fotos da princesa Mako do que da minha própria filha.”

Como muitos no Japão, Endo tem suas reservas quanto ao casamento. Komuro, o filho plebeu de um pai solteiro, foi submetido a um intenso escrutínio sobre sua adequação para o matrimônio. Imagens dele usando cabelos compridos presos em um rabo de cavalo alimentaram o frenesi dos tablóides, enquanto rumores sobre disputas financeiras envolvendo sua família têm seguido o casal desde que anunciaram seu noivado em 2017.

Yoko Endo espera para ter um vislumbre da princesa Mako, enquanto ela relatava formalmente seu casamento com o imperador e a imperatriz no início deste mês / Junta Ishikawa/CNN

Em um evento para a imprensa na tarde de terça-feira, Mako apareceu ao lado do marido na frente de um grupo selecionado de jornalistas. Os recém-casados ​​pediram desculpas por qualquer problema causado por seu casamento e expressaram gratidão àqueles que os apoiaram.

“Para mim, Kei é um ser muito importante e indispensável”, disse Mako, usando um vestido pastel e pérolas. “Até hoje, havia poucas oportunidades para eu expressar meus sentimentos, e houve alguns mal-entendidos por causa disso. Houve especulação verdadeiramente unilateral. Senti medo com essa disseminação e também fiquei triste.”

Fotos da família imperial do Japão na casa de Shirataki em Kawasaki, província de Kanagawa / Junta Ishikawa/CNN

Endo admitiu que se sentiu “um pouco em conflito” sobre o casamento. “Mas, como mulher, acho que se a princesa Mako ficará feliz, isso é tudo que importa”, acrescentou ela. “É muito triste que ela não possa ter cerimônias.”

Shirataki também lamentou que Mako não pudesse desfrutar de um casamento tradicional. Mas ela acrescentou que não tem “uma opinião tão forte” sobre a decisão da ex-princesa de deixar a família real.

“Eu sinto uma sensação de alívio que a princesa Mako finalmente vai poder se casar depois de esperar por três anos”, disse ela, com lágrimas se formando em seus olhos.

Texto traduzido. Leia o original em inglês.

Mais Recentes da CNN