Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    • André Bocchi - CEO Simples Cannabis
    Ver mais sobre o autor
    • André Bocchi - CEO Simples Cannabis

      André Bocchi é CEO Simples Cannabis

      Fechar
    opinião

    Como o acesso à cannabis medicinal pelo SUS impacta na saúde pública e junto à sociedade brasileira

    No cenário de avanços significativos na legislação sobre cannabis medicinal no Brasil, o Estado de São Paulo regulamentou a oferta de medicamentos à base de cannabis no Sistema Único de Saúde (SUS). Anunciada após quase um ano da implementação da legislação que autoriza o uso medicinal da cannabis, a decisão marca um progresso notável na busca por alternativas terapêuticas inovadoras e acessíveis.

    Atendendo a uma demanda crescente da sociedade por tratamentos mais amplos e eficazes, a medida representa um passo na integração de terapias à base de cannabis por meio da saúde pública. A importação de produtos à base de cannabis aumentou 93% no Brasil nos últimos 12 meses, de acordo com dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o que evidencia a grandeza da democratização do acesso a estas medicações e à simplificação do processo de uso para a população necessitada, ainda mais de forma gratuita.

    A nova medida representa um grande avanço para a regulamentação do acesso democrático da população brasileira às medicações à base de cannabis, contemplando o tratamento, a princípio, de condições que comprometem fortemente a qualidade de vida das pessoas, já que a oferta das medicações por meio do SUS no Estado de São Paulo será feita para pacientes de patologias que causam convulsões e outros sintomas graves, como a Síndrome de Dravet, Síndrome de Lennox-Gastaut e Esclerose tuberosa.

    Porém, apesar de a nova regulamentação ter grande valor para a sociedade, ela acende uma luz de alerta no setor de saúde pública brasileira: a capacitação dos médicos para atenderem estes pacientes e prescreverem medicações. Podemos observar exemplos a serem seguidos neste sentido com o trabalho que fazemos na Simples Cannabis – somos especializados em tratamento médico com cannabis e na importação de medicamentos junto à Anvisa, e contamos com um time de especialistas na área de saúde capacitados para atender diversos tipos de pacientes e condições.

    Tendo em vista a importância de se ter profissionais de saúde munidos destas orientações e capacitações, as opções terapêuticas e planos de tratamento com cannabis no SUS poderão oferecer uma abordagem alinhada às necessidades dos pacientes com qualidade e segurança. Para o público, a nova regulamentação representa um ponto de alívio. A disponibilidade destes tratamentos e medicamentos pelo sistema de saúde público garante que mais pessoas possam se beneficiar dos potenciais terapêuticos da cannabis de maneira acessível e segura.

    É esperado que este passo legislativo realizado no estado mais populoso do país seja o começo de uma virada de chave na saúde pública do país, servindo como um exemplo a ser seguido, visto que a cannabis é uma alternativa natural que auxilia no tratamento de diversas outras doenças, como ansiedade, depressão, epilepsia, dores crônicas e tratamento de sintomas causados pelo tratamento de cânceres ou autismo.

    Fórum CNN

    Os artigos publicados pelo Fórum CNN buscam estimular o debate, a reflexão e dar luz a visões sobre os principais desafios, problemas e soluções enfrentados pelo Brasil e por outros países do mundo.

    Os textos publicados no Fórum CNN não refletem, necessariamente, a opinião da CNN.

    Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da CNN Brasil.