Biden amplia vantagem sobre Sanders com vitórias na Flórida, Illinois e Arizona


18 de março de 2020 às 02:47
Joe Biden em comício na Filadélfia, EUA

Pré-candidato presidencial democrata Joe Biden na Filadélfia

Foto: Brendan McDermid - 10.mar.2020/ Reuters

O ex-vice-presidente Joe Biden aumentou ainda mais seu favoritismo para representar o partido Democrata nas eleições presidenciais americanas de 2020. Nesta terça-feira (17), Biden saiu vitorioso em três novas primárias do partido  — nos estados do Arizona, Flórida e Illinois.

Dois dias após a realização de debate organizado pela CNN, com a presença de Biden e do senador Bernie Sanders, três estados foram às urnas em primárias democratas. Em Ohio, onde também estava prevista uma votação, o pleito foi adiado após decreto de "emergência de saúde" por conta da pandemia do novo coronavírus. 

Na Flórida, com 99% das urnas apuradas, Biden tinha 61,9% dos votos, ante 22,7% de Bernie Sanders. Em Illinois, com 98% das urnas computadas, o ex-vice-presidente liderava com 59,1%, contra 36,1% do senador, na segundo colocação.

No Arizona, com 60% das urnas definidas, Biden foi anunciado vencedor com 43% dos votos, contra 30% de Bernie Sanders.

Com a possibilidade de novos cancelamentos das próximas primárias democratas por conta do coronavírus, a vantagem atingida por Biden até aqui pode ser suficiente para sua indicação na corrida à Casa Branca. 

Em vídeo transmitido ao vivo de sua casa em Delaware, Biden afirmou que ele e Sanders compartilham uma "visão comum" e disse aos jovens partidários do senador de Vermont: "estou ouvindo vocês".