Com crise do coronavírus, mais de 2 mil brasileiros aguardam para voltar ao país

Dado é de levantamento feito pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e obtido pela CNN. A maioria está no Peru e em Portugal

Renata Agostini
Por Renata Agostini, CNN   Da CNN Brasil, em Brasília
20 de março de 2020 às 20:57 | Atualizado 20 de março de 2020 às 21:31
Viajante veste máscara protetora no Aeroporto Internacional de Brasília
Foto: Adriano Machado-11.03.2020/Reuters

Por causa da crise provocada pelo avanço do novo coronavírus, ao menos 2.308 brasileiros aguardam no exterior para voltar ao Brasil, segundo levantamento feito pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e obtido pela CNN.

O maior número está no Peru, onde 994 brasileiros estão nas cidades de Cusco e Lima à espera da repatriação. Outros 883 tentam voltar de Portugal. 

Há ainda ao menos 197 estrangeiros que gostariam de fazer o percurso contrário e deixar o Brasil, segundo os dados da Anac.

A Anac participa das negociações de repatriação ao lado do Ministério das Relações Exteriores e do Ministério do Turismo. A força-tarefa envolve ainda as empresas aéreas Gol, Azul, TAP e Latam. 

Os brasileiros ficaram presos no exterior diante do fechamento de fronteiras aéreas por diversos países e da decisão do governo brasileiro de restringir entrada de estrangeiros em voos internacionais. Com isso, as tripulações das empresas aéreas não podiam trazê-los ao Brasil. Esse empecilho agora foi superado com autorização do Ministério da Justiça para a entrada pontual de pilotos e comissários estrangeiros.

Há expectativa de que a maior parte dos 2.308 brasileiros no exterior consiga embarcar ao Brasil até o próximo domingo (22).