Trump sobre a China: “Gostaria que eles tivessem nos contado antes”


Jason Hoffman e Joe Ruiz Da CNN
21 de março de 2020 às 19:39 | Atualizado 21 de março de 2020 às 20:14
Presidente Donald Trump durante entrevista coletiva na Casa Branca

Presidente Donald Trump durante entrevista coletiva na Casa Branca, neste sábado (21)

Foto: Evan Vucci/AP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse neste sábado (21) que desejava que a China tivesse contado antes sobre o novo coronavírus, apesar de anteriormente ter elogiado a transparência do país asiático sobre o assunto.

"Eu gostaria que eles tivessem nos contado antes sobre o que estava acontecendo lá dentro", afirmou Trump durante entrevista coletiva sobre a resposta do governo americano ao coronavírus. "Nós não sabíamos disso até que começou a sair publicamente.”

Trump acrescentou ainda que a China "era muito reservada e isso é lamentável".

Em 24 de janeiro, Trump elogiou a China e o presidente Xi Jinping pelos "esforços e transparência" do país ao lidar com o coronavírus. Esse elogio apareceu quase um mês depois que o país informou a Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o vírus.

Quando questionado por Jeremy Diamond, da CNN, neste sábado, sobre seus elogios anteriores, Trump disse que achava que a China poderia ter avisado outras nações mais cedo do que ele.

"A China era transparente na época, mas quando vimos o que aconteceu, eles poderiam ter sido transparentes muito mais cedo do que eram". "Eles sabiam que tinham um problema anteriormente. Eu gostaria que eles pudessem ter dito isso", disse.

O presidente americano afirmou ainda que, quando percebeu o quão ruim o vírus poderia ser, "começou a fechar", referindo-se à entrada negada pelo país a pessoas que visitaram a China nas duas semanas antes de tentarem entrar nos Estados Unidos no início de fevereiro.