Governo chinês afirma que não registrou novos casos de Covid-19 nesta sexta (22)


Reuters
23 de maio de 2020 às 02:43 | Atualizado 23 de maio de 2020 às 03:05
China é o país com mais registros de cidadãos recuperados da COVID-19

Segundo universidade, China é o país com mais registros de cidadãos recuperados da COVID-19

Foto: Thomas Peter - 02.abr.2020/ Reuters

A China não registrou, pela primeira vez desde que a pandemia começou em Wuhan em novembro de 2019, nenhum caso de novo coronavírus durante a sexta-feira (22). O governo afirmou em comunicado neste sábado (23), no entanto, que há dois novos casos suspeitos. Um importado, em Xangai, e outro de transmissão local, na província de Jilin.

A transmissão local do vírus tem caído drasticamente na China desde março, com medidas drásticas de isolamento social ajudando a controlar a epidemia em várias partes do país. Apesar disso, continuou recebendo casos importados, em sua maioria de chineses retornando do exterior, enquanto focos de infecção cresciam nas províncias de Jilin e Heilongjiang nas últimas semanas.

Leia também:
Governo brasileiro proíbe entrada de estrangeiros no país pelos próximos 30 dias
Apesar de não manter isolamento, Suécia está longe da ‘imunidade coletiva’

Wuhan também reportou seu primeiro foco de infecções desde que o lockdown da cidade acabou em 8 abril, provocando autoridades a lançar campanha para testar os 11 milhões de habitantes da cidade para Covid-19.

O número de casos na China continental se manteve em 82.971 enquanto o total de mortos permaneceu em 4.634.