Trump anuncia 'grande ação' após ameaçar fechar redes sociais

Fala do presidente dos EUA acontece após uma de suas publicações no Twitter receber rótulo de informação imprecisa

da CNN
27 de maio de 2020 às 16:53 | Atualizado 27 de maio de 2020 às 22:51
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump
Foto: Tom Brenner/Reuters (6.mai.2020)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prometeu em seu perfil do Twitter nesta quarta-feira (27) uma "grande ação" após ameaçar fechar ou aplicar regulações severas a redes sociais.

"O Twitter mostrou que tudo que vínhamos falando sobre eles (e outros compatriotas) é correto. Grande ação a seguir!", escreveu. 

Segundo apurou a Reuters, autoridades da Casa Branca disseram que Trump assinará um decreto sobre empresas donas de redes sociais nesta quinta-feira (28), mas ainda não há detalhes sobre esta medida.

Mais cedo, ele havia dito que seus colegas de partido sentem que as redes sociais "silenciam completamente as vozes conservadoras". "Vamos aplicar regulações severas ou fechá-las [as redes sociais] antes que isso aconteça".

A declaração de Trump acontece após a plataforma inserir um alerta de conteúdo enganoso em uma das postagens do presidente.

Na terça-feira (26), o republicano declarou que a votação por correspondência seria fraudulenta e que o governador do estado da Califórnia, Gavin Newsom, teria enviado milhões de cédulas de voto a esmo. 

A rede social inseriu um rótulo abaixo da publicação, que redireciona o usuário para uma página com links noticiosos e checadores de notícias afirmando que, até o momento, não há nenhuma evidência de ilegalidade no voto por correspondência. 

Twitter inseriu um alerta na publicação do presidente dos EUA Donald Trump sobre fraude em votação por correspondência
Foto: Reprodução/Twitter (26.mai.2020)

Muitos estados americanos oferecem essa opção, que tem ganhado protagonismo em um momento em que muitos americanos estão se isolando em casa por conta da pandemia da Covid-19.