Trump e Biden trocam ironias e divergem sobre uso de máscaras em público

Em entrevista à CNN, o ex-vice-presidente democrata classificou adversário como 'um tolo completo' e viu tom machista em ironia

Da CNN, em São Paulo
26 de maio de 2020 às 23:59
O ex-vice-presidente Joe Biden
Foto: Carlos Barria/Reuters

O novo ponto de divergência entre os principais candidatos a presidente dos Estados Unidos em 2020 são as máscaras de proteção individual. Criticado por não utilizá-las em público, o republicano Donald Trump compartilhou em suas redes sociais uma publicação irônica ao rival Joe Biden, que as utilizou em público durante um ato público de campanha.

Em entrevista à CNN, a primeira ao vivo desde que o ex-vice-presidente retomou sua campanha, o democrata classificou Trump como "um tolo absoluto" e está dando gás a uma oposição cultural ao uso das máscaras. "Todo médico importante no mundo está dizendo que você deve usar uma máscara quando estiver em uma multidão", disse.

Joe Biden relacionou a oposição do republicano em usar máscaras com uma perspectiva machista. "Essa coisa do macho, para um cara... eu não deveria ir além, mas isto está custando a vida das pessoas", disse o democrata.

A posição de Trump contribui para acumular mortes, ele disse. "Presidentes deveriam liderar, não se engajarem em ser louca e falsamente masculinos", afirmou o ex-vice-presidente.

Assista e leia também:

Biden recebe apoio de maior central sindical dos EUA na disputa contra Trump

Twitter faz checagem de publicação de Trump pela primeira vez

A postagem reproduzida pelo republicano, feita pelo âncora da Fox News Brit Hume, continha uma foto de Joe Biden e a ironia "isso pode ajudar a explicar por que Trump não quer usar uma máscara em público".

Trump deu início à polêmica sobre não utilizar máscaras em uma visita a uma fábrica da Ford em Michigan na semana passada, quando disse que utilizou uma durante a parte privada do evento mas a retirou em seu tour pela parte externa porque "não queria dar à imprensa o prazer de ver isso". Mais cedo neste mês, ele também não usou máscaras durante a presença em uma fábrica do Arizona que as produz.