Líderes republicanos contrariam Trump e defendem uso de máscara contra Covid-19


Reuters
29 de junho de 2020 às 18:37
O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, usa máscara em visita à fábrica da General Motors

Foto: Chris Bergin/Reuters (30.abr.2020)

Em um raro rompimento com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, líderes do Partido Republicano estão defendendo o uso de máscaras, mediante o crescimento dos casos de Covid-19 em alguns estados de eleitorado tradicionalmente mais republicano. 

O líder da maioria no Senado, o republicano Mitch McConnell, disse que não deveria haver estigma com a medida em questão. 

"O uso de proteções faciais simples não é sobre nos proteger, é sobre proteger a todos que encontramos", disse McConnell no plenário do Senado. 

Leia também:

Como a Casa Branca tenta proteger Trump do coronavírus

Estados dos EUA registram recordes de casos de Covid-19 e hospitalizações

O líder dos republicanos na Câmara dos Deputados, Kevin McCarthy, disse que os norte-americanos devem seguir as recomendações das autoridades de saúde e usar máscaras e praticar o distanciamento social para desacelerar a propagação das infecções. 

"Eles deveriam usar máscaras", disse McCarthy à rede CNBC nesta segunda-feira (29) após seu estado, a Califórnia, começar a retroceder nas iniciativas de reabertura da economia. 

Trump já deu diferentes motivos para não usar máscaras em público, enquanto seu provável adversário democrata nas eleições de novembro, Joe Biden, normalmente está sempre usando a proteção facial. 

Em abril, Trump disse que não conseguia se ver utilizando uma máscara enquanto cumprimentava "presidentes, primeiros-ministros, ditadores, reis, rainhas". Ele também disse que não queria dar a jornalistas o prazer de vê-lo usando máscara.