Nova Zelândia adota restrições parciais após volta de casos locais de Covid-19

País terá volta de medidas de quarentena inicialmente por 3 dias. Auckland volta a nível 3 de alerta e terá bares fechados, enquanto resto do país vai a nível 2

Isaac Yee, da CNN
12 de agosto de 2020 às 02:46
A primeira-ministra neozelandesa, Jacinda Ardern
Foto: Reprodução - 23.mar.2020 / Reuters

A cidade mais populosa da Nova Zelândia voltou ao bloqueio depois que novos casos de coronavírus transmitidos localmente quebraram a sequência de 102 dias em que o país passou sem registrar uma infecção local.

Leia também:
Rússia registra a primeira vacina contra Covid-19 do mundo, anuncia Putin

A primeira-ministra do país, Jacinda Ardern, confirmou quatro novos casos de coronavírus transmitidos localmente na noite de terça-feira, e anunciou que Auckland verá temporariamente restrições de nível três introduzidas por três dias a partir da quarta-feira, no horário local.

Todos os quatro casos foram encontrados dentro de uma casa em South Auckland, de acordo com o Diretor Geral de Saúde da Nova Zelândia, Dr. Ashley Bloomfield. Ele acrescentou que nenhum dos novos casos viajou recentemente para fora da Nova Zelândia.

“Estamos nos preparando para essa época, e essa hora é agora”, disse o Dr. Bloomfield, acrescentando que “o sistema de saúde está bem preparado”.

"Em linha com a nossa abordagem de precaução, pediremos aos Aucklanders que tomem medidas rápidas conosco, a partir do meio-dia de amanhã, quarta-feira, 12 de agosto, moveremos Auckland para as restrições de nível 3", disse Ardern.

Ela acrescentou que isso dará aos funcionários de saúde tempo para conduzir o rastreamento de contatos urgentes e avaliar a situação.

As novas restrições significam que negócios, incluindo restaurantes, bares e lojas não essenciais, terão de fechar. Agora, as pessoas também só poderão sair de casa para realizar atividades essenciais, como pegar suprimentos em supermercados. Reuniões com mais de 10 pessoas também serão restritas em Auckland.

As escolas em Auckland também ficarão fechadas por três dias. Fora de Auckland, o resto da Nova Zelândia entrará em restrições de nível dois. Sob as restrições, grupos de no máximo 100 pessoas podem se reunir em um só lugar.

O distanciamento social também deve ser praticado em empresas de hospitalidade, enquanto locais públicos como museus, bibliotecas e piscinas podem abrir se cumprirem as medidas de saúde pública e garantirem um metro de distância física e manutenção de registros.

As novas restrições em Auckland e na Nova Zelândia acontecerão a partir do meio-dia de quarta-feira e durarão pelo menos três dias até meia-noite de sexta-feira.