Covid-19: mundo ultrapassa marca de 22 milhões de casos, aponta universidade

Os Estados Unidos lideram em número de casos (5,4 milhões) e mortes (mais de 171 mil), seguido pelo Brasil, com 3,4 mi de infectados e mais de 109 mil mortes

Diego Freire, da CNN, em São Paulo
19 de agosto de 2020 às 02:27 | Atualizado 19 de agosto de 2020 às 02:29
Barreira sanitária tenta conter a expansão do novo coronavírus em Belo Horizonte
Foto: Adão de Souza/PBH

O mundo ultrapassou, na noite desta terça-feira (18), a marca de 22 milhões de casos do novo coronavírus, que causa a Covid-19. A contagem é feita pela universidade americana Johns Hopkins, que atualiza painel em tempo real com números da pandemia.

No início da madrugada desta quarta (horário de Brasília), a universidade americana contabilizava 22.136.954 casos do novo coronavírus já confirmados no mundo, com 780.908 mortes por complicações da doença.

Leia também:
Anvisa autoriza testes de quarta vacina contra Covid-19 no país

Covid-19: É possível ser infectado mais de uma vez pelo novo coronavírus?

Ainda segundo a contagem da Johns Hopkins, 14.116.451 pessoas em todo o planeta puderam ser consideradas recuperadas após testar postivo para o vírus.

Os Estados Unidos lideram em número de casos (5,4 milhões) e mortes (mais de 171 mil), seguido pelo Brasil, com 3,4 milhões de infectados e mais de 109 mil mortos. A Índia é o terceiro país com mais casos (mais de 2,7 milhões) e o quarto com mais mortes (mais de 52 mil), apenas com menos óbitos que o México (hoje com mais de 57).