Ladrões invadem museu ninja no Japão e roubam mais de US$ 9 mil

Quando os agentes chegaram ao local, viram que a entrada tinha sido arrombada e o cofre com o dinheiro havia sumido

Jessie Yeung e Kaori Enjoji, da CNN
21 de agosto de 2020 às 07:59
Os ninjas eram mestres da espionagem, sabotagem, assassinato e guerrilha, e surgiram por volta do século 14
Foto: Akira Tomoshige - 30.jul.2020 / Reuters

Um museu ninja no centro do Japão recebeu uma visita furtiva nesta semana. Ladrões invadiram o local durante a madrugada e roubaram mais de 1 milhão de ienes (cerca de US$ 9,4 mil).

O Museu Ninja Iga-ryu, localizado na cidade de Iga, na Província de Mie, é dedicado à história e à prática da arte marcial japonesa. A polícia foi notificada após um alarme disparar nas primeiras horas da manhã de segunda-feira (17).

No momento da invasão, não havia funcionários no local, que costuma receber muitos turistas. Quando os agentes chegaram, viram que a entrada do museu tinha sido arrombada e o cofre com o dinheiro havia sumido. A caixa, que pesa cerca de 150 kg, continha o valor dos ingressos pagos por mais de 1 mil visitantes, segundo a instituição.

Assista e leia também:
Homem corre nu atrás de javali que 'roubou' sua bolsa em parque na Alemanha
Disfarçado com máscara de idoso, homem roubou US$ 100 mil em cassinos nos EUA
Macacos atacam laboratório e roubam sangue infectado com Covid-19 na Índia

“Foi um trabalho de três minutos”, disse um dos policiais, que pediu para não ter o nome revelado por razões pessoais. “Foi planejado. Eles devem ter nos observado e nos escolhido.”

Museu escondido na floresta

Parte do atrativo do museu é estar localizado dentro de uma floresta, mas isso também o torna um alvo fácil para os criminosos, já que fica muito escondido durante a noite.

As câmeras de segurança do museu mostram um carro estacionando perto do prédio na noite do roubo, e um homem que estava no banco do passageiro deixando o veículo. Ele caminhou em direção à câmera e a virou para baixo, gravando somente imagens do chão no restante da noite.

O agente afirmou que o roubo ocorreu no momento em que os visitantes começavam a voltar ao museu. “Há uma segunda onda [do novo coronavírus] agora, mas as pessoas estavam mais confiantes com as medidas de precaução que estávamos tomando. Isso é realmente terrível”, disse ele.

Conhecidos por seu sigilo e habilidades, os ninjas eram mestres da espionagem, sabotagem, assassinato e guerrilha, e surgiram por volta do século 14, estando centenas de anos envolvidos em mistério.

(Texto traduzido, clique aqui e leia o original em inglês.)