Covid-19: com aceleração na Índia, mundo ultrapassa 29 milhões de casos


Diego Freire, da CNN, em São Paulo
14 de setembro de 2020 às 04:03 | Atualizado 14 de setembro de 2020 às 04:28
Mapa de casos de coronavírus no mundo em controle da Universidade Johns Hopkins

Mapa de casos de coronavírus no mundo em controle da Universidade Johns Hopkins

Foto: Universidade Johns Hopkins/ Reprodução

O planeta ultrapassou, nesta segunda-feira (14), a marca de 29 milhões de casos confirmados do novo coronavírus desde o início da pandemia, segundo dados do painel atualizado em tempo real pela universidade americana Johns Hopkins.

O número foi atingido na madrugada, pelo horário de Brasília, após divulgação de novo boletim do Ministério da Saúde da Índia, país que recentemente tem superado a marca de 90 mil casos diários.

Leia também:
OMS relata maior aumento diário de casos de Covid-19 desde início da pandemia

Nesta segunda, a Índia, que chegou a reportar mais de 96 mil casos em 24 horas na sexta-feira, divulgou um balanço com 92.071 novas infeções e 1.136 novos óbitos relacionados à Covid-19.

Com a escalada de casos, a Índia já soma 4,8 milhões desde o início da pandemia e é superada em números absolutos apenas pelos Estados Unidos, que já reportaram 6,5 milhões de casos. O Brasil aparece como terceiro país com mais casos acumulados (4,3 milhões) e a Rússia é o outro país que já superou a marca de 1 milhão de infectados.

Os Estados Unidos seguem como o país com mais mortes segundo a contagem da Johns Hopkins, com 194 mil óbitos, seguido em números absolutos por Brasil (131,6 mil mortes), Índia (79,7 mil) e México (70,8 mil).

Segundo a Johns Hopkins, às 4h desta segunda-feira (horário de Brasília) 924.105 pessoas já haviam morrido em todo o mundo por complicações da Covid-19. De acordo com a universidade, 19.625.959 pessoas puderam ser consideradas curadas do vírus.