Armênia diz que abateu aeronaves do Azerbaijão e relata ataque a área disputada

Os dois ex-países soviéticos possuem uma histórica disputa pela região de Nagorno-Karabakh, circundada pelo território do Azerbaijão, mas de maioria armênia

Nvard Hovhannisyan, da Reuters
27 de setembro de 2020 às 02:37 | Atualizado 27 de setembro de 2020 às 07:34
Nikol Pashinyan, primeiro-ministro da Armênia
Foto: Press Office of Government of Armenia/ Reprodução

O primeiro-ministro da Armênia, Nikol Pashinyan, disse na manhã deste domingo (27), pelo horário local, que o vizinho Azerbaijão havia atacado assentamentos civis na região de Nagorno-Karabakh.

Pashinyan anunciou, ainda, que a Armênia entra em lei marcial a partir do incidente e que a força militar está mobilizada.

Em comunicado, o Ministério da Defesa da Armênia afirmou que suas tropas derrubaram dois helicópteros azeris e três drones em resposta ao ataque.

Leia também:
Suspeito de ataque com faca tinha como alvo revista satírica Charlie Hebdo

Os dois ex-países soviéticos possuem uma histórica disputa pela região de Nagorno-Karabakh, circundada pelo território do Azerbaijão, mas de maioria armênia.

A disputa é grande desde independência dos países com a dissolução da União Soviética, entre o fim da década de 1980 e início dos anos 1990, mas nos últimos meses os confrontos na fronteira se intensificaram.